Mídias Sociais

Política

Mais pagamentos do Bolsa Alimentação de Macaé são feitos pela prefeitura nesta quinta-feira, 30

Avatar

Publicado

em

 

As famílias dos mais de 40 mil alunos matriculados da rede pública municipal de ensino de Macaé cadastrados no Bolsa Família que ainda não haviam recebido a 4ª parcela do benefício, tiveram os valores pagos nesta quinta-feira, 30.

De acordo com a prefeitura, o auxílio emergencial será pago através de depósito em conta corrente e também para aqueles que precisarão retirar o benefício através de ordem de pagamento em qualquer agência do Banco Itaú.

Para fazer a retirada dos valores da ordem de pagamento, os beneficiários precisão apresentar documento de identidade com CPF válido, e quem ainda tiver dúvidas sobre o recebimento pode consultar as listas nominais estão disponíveis no site da prefeitura, através do endereço eletrônico, macae.rj.gov.br.

Proposto com valor de 100 reais, o Bolsa Alimentação teve seu valor dobrado para 200 reais após aprovação da Câmara Municipal para a destinação de 5,3 milhões de reais do Fundo Legislativo, em sessão extraordinária do último dia 30 de março, quando o projeto de lei foi aprovado na Casa.

O benefício foi concedido pela prefeitura para os cerca de 42 mil alunos matriculados na rede pública municipal de educação, e contempla mais de 40 mil alunos que fizeram o cadastramento em abril, após a proposta ter sido sancionada pelo prefeito Dr. Aluizio (PSDB).

O auxílio emergencial foi criado pelo prefeito para tentar minimizar os impactos da falta da merenda escolar, considerada a principal refeição diária na vida de milhares de crianças e jovens matriculados na rede pública municipal de ensino que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Devido à pandemia do coronavírus, as aulas presenciais, tanto da rede pública quanto da rede privada de educação, estão paralisadas em todo o Estado do Rio por decreto do governador Wilson Witzel (PSC), publicado em 14 de março.

A prefeitura informou ainda que o programa do Bolsa Alimentação pode ser revogado a qualquer momento, “de acordo com a retomada das atividades escolares regulares ou com a conveniência”, conforme publicou na última terça-feira, 28.

Mais lidas da semana