Mídias Sociais

Destaque

Julinho do Aeroporto critica postura da bancada governista na Câmara de Macaé

Publicado

em

 

Vice-Presidente da Câmara e ex-líder do governo, vereador disse que bancada precisa se posicionar mais politicamente nas discussões

 

Tunan Teixeira

O vice-presidente da Câmara de Macaé, Julinho do Aeroporto (PMDB) usou seu tempo do Grande Expediente na sessão desta quarta-feira, 21, para criticar a postura de alguns vereadores da bancada governista da atual legislatura.

Ex-líder do governo na Casa, na legislatura passada, Julinho questionou a falta de posicionamento de alguns parlamentares da bancada, que, segundo ele, estariam deixando de se posicionar politicamente durante os debates na Câmara.

“O posicionamento da bancada do governo está atrapalhando o governo. Os vereadores de bancada precisam se posicionar politicamente, até para não deixarem a oposição fazer politicagem. Na audiência pública da Serra, a oposição criticou a ausências de alguns representantes do governo e elogiou a presença de outros, e eles estão certos, porque oposição é para criticar mesmo. Assim como a bancada do governo é para defender o governo, e não ficar sorrindo enquanto a oposição está criticando o governo. Assim é fácil ser da bancada do governo”, disparou Julinho, sem citar o alvo – ou os alvos – das críticas.

O vereador pediu ainda que o líder governista na Câmara, Dr. Márcio Bittencourt (PMDB) tome uma atitude quanto à apatia de alguns parlamentares da bancada, que estariam se beneficiando do governo sem dar qualquer contrapartida política na hora dos calorosos debates do Legislativo neste início de mandato.

“Quando eu fui líder do governo, nunca deixei de me posicionar. Sempre defendi o governo, e não só aqui. Mas aqui, sempre defendi. Lá, com o governo, eu cobrava, mas aqui eu defendia, porque é isso que um vereador da bancada tem que fazer. A bancada do governo está dando aoportunidade para a oposição bater, e a oposição só não bate mais porque não percebeu isso. Para continuar assim, eu não quero ser da bancada não”, seguiu criticando Julinho.

Abertamente, o vice-presidente da Câmara, que assumiu a presidência durante a Ordem do Dia, devido à problemas médicos do presidente, Dr. Eduardo Cardoso (PPS), que ainda se recupera de operações nos olhos, declarou também que, por pouco, não votou contra a bancada, há algumas semanas.

Foto: Igor Faria

Mais lidas da semana