Mídias Sociais

Cidades

Grupo político tenta voltar ao poder em Macaé

 

Aliança entre Chico Machado e Riverton Mussi tentam trazer de volta um governo que chegou a ter 70% de reprovação.

Avatar

Publicado

em

 

A eleição em Macaé começou a esquentar. Para o pleito de 2016, seis candidaturas foram registradas para disputar os votos no dia dois de outubro. Entram na disputa o atual prefeito dr. Aluizio, candidato à reeleição pelo PMDB, o vereador Igor Sardinha do PRB, o atual vice-prefeito Danilo Funke da Rede, Pedro Villas Boas pelo PSTU, Leonardo Esteves pelo PSOL e o também vereador Chico Machado que tem como padrinho o ex-prefeito Riverton Mussi, que de maneira indireta tenta voltar ao poder.

Apesar de ter deixado o governo com quase 70% de reprovação, o ex-prefeito que possui uma extensa lista de processos que possivelmente o tornam inelegível ainda mantém um grupo político que o segue desde a época em que era prefeito. E é nesse grupo que Chico Machado aposta todas suas fichas. São pessoas que em sua maioria tiveram algum benefício direto ou indireto do poder, como os cerca de 6.000 cargos comissionados mantidos por Riverton como ferramenta política. Em sua campanha, Chico aposta no discurso do político que ouve e resolve as demandas pessoais, características essas que também eram a marca do ex-prefeito Riverton Mussi.

 

Em pesquisa realizada às vésperas da eleição que elegeu Dr. Aluizio com 65% dos votos válidos, a insatisfação com o modelo político criado por Riverton Mussi e que Chico Machado fez parte, ocupando secretarias, se mostrava cada vez mais aparente: quase 70% da população não aprovava o governo.  Riverton Mussi ainda tentou retornar de alguma maneira ao poder lançando-se candidato a deputado estadual, quando obteve pouco mais de 16.000 votos que acabaram não computados por conta das suas complicações na justiça.

 

A eleição de outubro deste ano pode ser a última tentativa do grupo de Riverton Mussi voltar ao poder, já que a cada eleição o número de seguidores do ex-prefeito diminui. Chico Machado que já é vereador a mais de 20 anos participou dos governos Riverton, tanto como secretário como vereador, dando sustentação aos atos do então prefeito, já que aprovou todas as contas nos oito anos em que Riverton Mussi governou, apesar da justiça mais tarde ter apontado dezenas de irregularidades.

 

A cidade conhecida como a Capital Nacional do Petróleo decidirá seu futuro no próximo dia 02. Para uns, esse dia poderá marcar o retorno ou não das práticas que Macaé já condenou.

Mais lidas da semana