Mídias Sociais

Cidades

Firjan de Macaé abre semana de entrevista com candidatos à Prefeitura de Macaé

Avatar

Publicado

em

 

Nesta terça-feira, 13, a Comissão Municipal dos Empresários de Macaé, da Fundação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), começou a sua semana de entrevistas com os principais candidatos à Prefeitura de Macaé.

O evento acontece no formato de uma rodada de entrevistas com a participação dos 3 primeiros colocados em uma pesquisa eleitoral feita em agosto e registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) pelo protocolo RJ-06437/2016.

Definido por sorteio, o vereador Igor Sardinha (PRB) abriu a semana do evento expondo seu programa de governo, que poderia ser definido por duas palavras um pouco contraditórias: diálogo e enfrentamento.

Muito usadas pelo candidato, as palavras foram repetidas diversas vezes enquanto ele respondia às perguntas elaboradas pela Comissão da Firjan de Macaé. Conforme já havia sido anunciado, as perguntas, cuja ordem também foi sorteada, englobaram temas relevantes para a cidade e para a classe empresarial, que não chegou a lotar o evento.

Falando em buscar algo “novo e diferente” que, segundo Igor, ainda não foi vivenciado na política macaense, ele usou um discurso muito semelhante aos demais candidatos ao explorar assuntos como investimentos em infraestrutura, saneamento básico, saúde, e demandas tidas como fundamentais para o desenvolvimento do município, como a duplicação da BR-101, a Estrada de Santa Tereza, o Aeroporto e o Terminal Portuário.

Sobre esses temas, Igor frisou que o governo municipal precisa promover um enfrentamento ao Governo do Estado do Rio, para dar andamento a essas melhorias, que segundo ele, estão travadas em burocracias e “falta de interesse político”.

“O ritmo das obras da Autopista Fluminense é crítico. Se não houver uma união do governo, da sociedade, dos parlamentares para mobilizar e pressionar a Autopista, e destravar essas obras politicamente, a Autopista vai continuar dizendo que não faz porque não pode, transferindo a responsabilidade.  Ela nunca vai fazer porque não quer gastar dinheiro”, disse Igor, sobre a duplicação da BR-101, acrescentando que é preciso que o governo se mobilize para promover esse enfrentamento, indo à Brasília constantemente, pressionar o Governo Federal.

Se, porém, prega o enfrentamento político nas esferas estaduais e federias, o candidato, tratou de amenizar o discurso nas vezes em que falou da política interna do município, valorizando o “diálogo permanente” entre o governo, os empresários, as universidades e a sociedade, ideia citada em diversos temas, como quando abordou seus projetos na área da inovação e no desenvolvimento econômico do município.

“Nosso critério é encontrar homens, ou mulheres, que tenham predisposição ao diálogo. Que estejam dispostos e promover um diálogo permanente para a construção de políticas públicas mais eficientes. Eleições não dão superpoderes. Não é porque o sujeito foi eleito que ele virou o dono da verdade e sabe agora todas as respostas para todos os problemas. Tem que haver pessoas capazes de dialogar a construir coletivamente”, analisou Igor, ao responder sobre o perfil de seu secretariado, caso fosse eleito.

Sobre pontos polêmicos, como segurança pública, educação e saúde, Igor surpreendeu ao ser contido nas críticas à atual administração, tendo, inclusive, adotado o mesmo objetivo do governo de Dr. Aluízio, que é ampliar a Atenção Básica do município, e transformá-la em uma referência na saúde.

Por fim, o vereador acredita que é preciso reduzir ainda mais o número de secretarias municipais, mas sobre o inchaço da folha salarial da prefeitura e sobre a crise de arrecadação, questionamentos feitos pela Firjan, Igor se disse tranquilo de que pode resolver esses problemas com gestão, fazendo questão de ressaltar que o orçamento do município está entre os 21 maiores do país, ignorando as quedas anuais de receitas.

Evento - O evento segue nesta semana, com os outros dois candidatos a prefeito da cidade, que visitarão a sede do SENAI de Macaé nesta quarta-feira, 14, e quinta-feira, 15, a partir das 8h30. Nesta quarta-feira será a vez do atual prefeito, Dr. Aluízio (PMDB), e na quinta, encerrando o evento, o entrevistado será o também vereador Chico Machado (PDT).

Além dos empresários ligados à Firjan, também participaram da entrevista de abertura do evento representantes da Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM), do Convention & Visitors Bureau de Macaé e do Estado do Rio, das Lojas Maçônicas, da Rede Petro da Bacia de Campos, da Associação Brasileiras das Empresas e Serviços do Petróleo (Abespetro), além o juiz eleitoral de Macaé, Wycliff de Melo Couto.

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana