Mídias Sociais

Política

Firjan anuncia previsão de queda de 6,4% para o PIB do Estado do Rio neste ano de 2020, a pior desde 2002

Avatar

Publicado

em

 

A Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan) divulgou nesta semana dados de uma projeção elaborada sobre a economia fluminense que apontam para uma queda de 6,4% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado neste ano de 2020.

De acordo com a avaliação da Firjan, caso as projeções se confirmem, esse poderá ser o pior resultado de uma série histórica que considera dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desde 2002, quando houve última mudança de metodologia.

A Firjan avalia que a possível retração do PIB fluminense neste ano refletiria os impactos da pandemia do coronavírus no atual cenário econômico, político e social, devido às medidas de isolamento social e de restrição de circulação.

As estimativas da Federação mostram que no 1º trimestre de 2020, o PIB do Estado do Rio já apresentou uma queda de 0,6%, na comparação com o mesmo período de 2019, ressaltando que, em relação ao 4º trimestre do ano passado, o recuo foi de 1,9%.

“A projeção para o setor de serviços é de queda de 6,7% em 2020 e, para a indústria, queda de 6,3%. A indústria extrativa deve apresentar recuo de 7,3%, já que a crise atual afeta o mercado global e, como efeito direto, a retração da economia mundial apresenta impacto na demanda por óleo e gás. Para a construção civil é projetada uma retração de 6,2%. Já a projeção para a indústria de transformação é de queda de 5,9% no ano”, revelou a Firjan.

Sobre as previsões de queda da indústria de transformação, os dados consideraram principalmente os possíveis impactos negativos da crise argentina sobre as exportações, especialmente do setor automotivo, assim como uma menor demanda externa para o setor de metalurgia.

“A economia fluminense deverá ter uma recuperação lenta, e que todas as projeções levam em conta o encerramento das medidas restritivas para o combate ao coronavírus na segunda semana de junho. Caso o prazo para a retomada das atividades seja maior, a perspectiva de uma queda ainda mais acentuada para este ano não está descartada”, concluiu a Firjan.

As novas estimativas divulgadas nesta semana são ainda mais pessimistas do que as divulgadas pela Firjan em abril, quando a previsão de queda do PIB do Estado do Rio era de 4,6% neste ano de 2020.

Em maio desse ano, ao avaliar o texto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) enviado pelo governo estadual do Rio, a Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj) questionou a previsão do PIB para 2020, que foi mantida mesmo após os impactos econômicos da pandemia coronavírus.

“O projeto manteve a projeção de crescimento de 1,48% para este ano, mas nem a alma mais otimista do Rio acreditaria nessa estimativa. Precisamos ter esse dado atualizado, tendo em visto o que estamos enfrentando”, avaliou na ocasião o deputado estadual Renan Ferreirinha (PSB).

Os novos números da Firjam são piores do que a projeção apontada pelo presidente da Comissão de Tributação da Alerj, deputado estadual Luiz Paulo (PSDB), que nesta mesma audiência pública, de maio, previa queda de 5,5% no PIB fluminense.

Mais lidas da semana