Mídias Sociais

Destaque

Em encontro com secretário estadual de Saúde, Dr. André reafirma a solicitação de reabertura da UPA em Cabo Frio

Avatar

Publicado

em

 

Não é novidade para ninguém que o caos na gestão municipal de Cabo Frio tem se agravado nos últimos 3 anos. O problema é que os equívocos do Governo Alair Corrêa começam a refletir na vizinha Búzios. E o pior: num dos setores mais cruciais para a qualidade de vida da população: a saúde.

Com o sucateamento de unidades de Saúde na cidade e o fechamento da UPA, a migração de pacientes de Cabo Frio em busca de atendimento no Hospital Rodolpho Perissé, em Búzios, só cresce. Para se ter uma ideia, através de um software específico, é possível o Governo monitorar em tempo real a quantidade e o percentual de pacientes de cada município.

E, pasmem: hoje, por dia, em torno de 60% dos atendimentos realizados em Búzios são a cabofrienses que não tem mais esperança de que o sistema de Saúde do município melhore. Com este cenário difícil, o prefeito, Dr. André Granado, se vê entre a cruz e a espada.

Por um lado não pode negar atendimento a quem quer que seja pelo simples fato de ser morador de outra cidade; por outro, a superlotação prejudica o serviço oferecido à população buziana, que já sente os reflexos dos problemas de gestão de Cabo Frio interferindo no dia a dia.

Esta semana, Dr. André se encontrou com o secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio de Souza Texeira Jr., e formalizou o pedido para que o Estado reabra com urgência a UPA em Cabo Frio. Aliás, o prefeito - que é médico -, se colocou à disposição para ajudar a equipe neste processo de restabelecimento do atendimento na unidade.

"Nós fizemos nosso dever de casa, cortamos na carne, chamamos nossa equipe à responsabilidade para superarmos este momento de crise. Mas, este aumento na demanda, incomoda a população, desgasta o Governo e, principalmente, os profissionais de Saúde", frisou o prefeito.

De acordo com Dr. André, a crise reduziu o orçamento do município e a má gestão do setor em Cabo Frio aumentou o atendimento no hospital de Búzios. Uma equação que não fecha. "Se estivéssemos atendendo apenas a população buziana, o serviço seria outro hoje", enfatizou.

O chefe do Executivo disse ainda à reportagem do DIÁRIO que, além do pedido ao secretário de Saúde, a Prefeitura ingressou na Justiça cobrando que o Governo do Estado reabra a UPA. "Por mais que nossa equipe esteja atenta e se empenhando ao máximo, se nada for feito podemos acabar tendo situações graves no atendimento", previu.

Mais lidas do mês