Mídias Sociais

Destaque

Em audiência pública na Alerj, Welberth Rezende afirma que Enel desrespeita a população de Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Deputado estadual cobrou da concessionária de energia elétrica o retorno de serviço de atendimento ao consumidor na Capital do Petróleo. 

A precariedade do serviço de fornecimento de energia na rede que abastece a população macaense e demais cidades do Norte Fluminense levou o deputado estadual Welberth Rezende (PPS) a apresentar duras críticas à concessionária de energia elétrica Enel, durante audiência pública realizada nesta terça-feira (16).

Vice-presidente da Comissão de Minas e Energia da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Welberth listou uma série de transtornos enfrentados pelos usuários da cidade, em virtude da queda constante de energia e a falta de manutenção das linhas de transmissão, que afetam de forma direta a cadeia de empresas offshore.

Na audiência, Welberth cobrou da concessionária o retorno da equipe de manutenção e reparos para atendimento ao cliente para Macaé, um serviço transferido pela Enel para Cabo Frio, fator que prejudica também uma das principais consumidoras de energia da cidade: a prefeitura.

“Hoje, a prefeitura paga cerca de R$ 3 milhões em contas de energia e a concessionária não oferece mais o atendimento imediato em casos de pane. Na audiência, conseguimos da Enel a garantia de que será reavaliada a transferência deste serviço para Cabo Frio”, disse o parlamentar.

Welberth apontou ainda que a ausência da equipe de manutenção da concessionária leva moradores de distritos da Serra e demais localidades rurais da cidade a ficarem sem energia por horas, causando prejuízos não reparados pela Enel.

“A queda constante de energia danifica equipamentos eletrônicos e gera perdas de alimentos, e até à produção rural da cidade. Não dá mais para aceitar que a concessionária continue prestando um serviço de péssima qualidade, cobrando uma das tarifas mais caras do país”, afirmou o deputado.

Na audiência, Welberth apontou que de 36 concessionárias de energia no país, a Enel está na posição 31, em qualidade de serviço e satisfação do consumidor.

Mais lidas da semana