Mídias Sociais

Cidades

Decisão da Justiça Eleitoral pode mudar composição da Câmara de Macaé

Avatar

Publicado

em

 

Apesar de ter seu resultado divulgado nos sites de notícias de todo país, inclusive com dados detalhados do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio (TRE-RJ), a composição da Câmara Municipal de Macaé segue sem uma definição sobre quem ocupará as 17 cadeiras legislativas a partir de 2017.

Depois da notícia de que o atual Presidente da Câmara, Dr. Eduardo Cardoso (PPS) teria seus 1.961 votos computados ao conseguir decisão favorável da Justiça Eleitoral, o que deve mudar seu status no site de registros de candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em breve, agora é a REDE quem pode protagonizar nova alteração entre os vereadores eleitos.

Em sessão ordinária desta terça-feira, 4, na Câmara, a entrada de Marvel (REDE) como vereador já era dada como certa por alguns parlamentares, entre eles o experiente Paulo Antunes (PMDB), eleito pela 7ª vez este ano.

“Dr. Eduardo ganhou lá embaixo agora, por 6 a 0, e terá computados os votos. E tem a REDE, que também teve computados os votos, e vai sair gente”, comentou Paulo Antunes durante a sessão de ontem (4), dizendo ainda que para a entrada do candidato do partido, quem pode perder uma vaga é justamente o seu partido, o PMDB.

“Deve ser do PMDB, e se for eu, eu saio de cabeça erguida. Porque na política, você tem que ter palavra. E eu tive. Fui com Dr. Aluízio até o fim”, complementou.

Outro vereador que fez questão de se lembrar dos candidatos da REDE foi Marcel Silvano (PT), que, em seu discurso, alertou aos novos vereadores sobre os perigos de se ter uma Câmara obediente ao prefeito e ressaltou que devido aos problemas da política nacional, fará oposição ao PMDB.

“Eu queria saudar o Marvel, que será uma boa aquisição para a cidade”, disse Marcel, sobre o candidato com maior votação da coligação REDE/PV/PCdoB, com 1.142 votos.

Caso o resultado seja mesmo positivo para a coligação em questão, que até a tarde de ontem (4), permanecia com os votos anulados por conta de ter seu registro “indeferido com recurso”, o resultado das eleições pode alterar a composição da Câmara.

Isso porque a REDE, que tinha 16 candidatos a vereador, somou 4.125 votos, enquanto o PV, que tinha 4, fez 1.269 votos, e o PCdoB, que tinha 4, fez 1.312 votos, totalizando 6.706 votos para a coligação, o que seria mais do que suficiente para garantir uma cadeira no Legislativo pelo Quociente Eleitoral.

No site do TSE, entretanto, até o meio da tarde desta terça-feira, o resultado permanecia o mesmo divulgado ao fim da apuração das urnas na cidade, tendo como eleitos, Alan Mansur (PRB), Marcel Silvano (PT), Neto Macaé (PTN), Val Barbeiro (PHS), Dr. Márcio Bittencourt (PMDB), George Jardim (PMDB), Guto Garcia (PMDB), Julinho do Aeroporto (PMDB), Paulo Antunes (PMDB), Maxwell Vaz (SD), Renata Paes (PSC), Carla Mussi (PMB), Dr. Luiz Fernando (PTdoB), Cesinha (PROS), Zé Prestes (PPS), Robson Oliveira (PSDB) e Welberth Rezende (PPS).

Tunan Teixeira

Mais lidas da semana