Mídias Sociais

Política

Centro de Convenções de Macaé recebe 1º Seminário sobre a Cannabis Medicinal na cidade neste fim de semana

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé inicia, neste fim de semana, um importante debate sobre o uso a planta cannabis, cujas folhas são usadas no fumo na maconha, para fins medicinais, em seminário realizado com a presença da comunidade médica da cidade, da região e do Estado do Rio.

O evento, batizado de 1º Seminário sobre a Cannabis Medicinal em Macaé, acontecerá nos próximos dias 14 e 15 de março, das 9h às 17h, no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, localizado no Parque Aeroporto.

O objetivo do seminário, que terá uma programação variada neste fim de semana, é trazer ao público questões sobre a regulamentação e uso dos medicamentos à base da erva com participação de especialistas.

No sábado, 14, após o credenciamento e apresentação, haverá uma palestra do doutor em Psicologia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e coordenador da  Associação Brasileira de Cannabis (ABRACannabis), Lauro Pontes.

Abrindo os debates, o palestrante, que também é autor do livro “Maconha Terapêutica, controvérsias, versos e vivências”, vai apresentar a história da cannabis e questões psicossociais que envolvem o tema.

Em seguida, serão debatidos os aspectos medicinais da erva, com a presença do neurologista pediatra Eduardo Faveret, que é coordenador do Centro de Epilepsia do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer.

Após a pausa do almoço, Eduardo Faveret retomará os debates sobre os aspectos medicinais da cannabis, e às 15h30, será a vez do especialista Bernardo Monteiro falar sobre as técnicas de cultivo da planta em pequenos espaços.

A programação do seminário retorna no domingo, 15, com a 1ª participação será dos pesquisadores, Daniel Zarur e Pedro Zarur, respectivamente coordenador e diretor executivo da ABRACannabis, que vão falar sobre fisiologia, botânica e técnicas de cultivo da planta.

Enquanto Daniel é formado em Administração pela Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC-Rio), e pós-graduando em Responsabilidade Social e Terceiro Setor pelo Instituto de Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Pedro é engenheiro eletricista formado pela Universidade Gama Filho, especialista em automação de sistemas elétricos com mestrado pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE-UFRJ), além de ativista paciente e cultivador da cannabis medicinal, com autorização judicial ao autocultivo.

Após a pausa para o almoço, as pragas e outras questões agrícolas serão apresentadas pelo engenheiro agrônomo Dennys Zsolt Santos, que é gestor de Pesquisa e Produção de Plantas Medicinais, pelo Instituto Vital Brazil S/A, e coordenador técnico do Fórum Estadual de Engenheiros Agrônomos do Rio de Janeiro.

Às 15h30, encerrando a programação do seminário, as advogadas Marcela Goldschimt e Lucia Lambert, da Reforma Drogas, uma rede nacional de juristas que trabalha em defesa de pacientes que precisam de cannabis medicinal, trarão os aspectos jurídicos para o debate.

A prefeitura lembra que a regulamentação dos produtos à base de cannabis no Brasil foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em dezembro de 2019, e que, com a decisão, produtos feitos com cannabis para uso medicinal podem ser vendidos em farmácias, mediante prescrição médica, e ficam sujeitos à fiscalização da agência.

“A ideia do encontro em Macaé é, justamente, discutir e ampliar a abordagem do assunto para que mais pessoas possam conhecer e serem beneficiadas”, argumentou o município.

As inscrições para o 1º Seminário sobre a Cannabis Medicinal em Macaé serão gratuitas e podem ser feitas através do email, saudecannabismacae@gmail.com. O evento é aberto para toda a comunidade médica, pacientes e sociedade civil interessada.

Mais lidas da semana