Mídias Sociais

Política

CEAM de Macaé divulga novo telefone de plantão para atendimento à mulher vítima de violência durante isolamento social

Avatar

Publicado

em

 

Sem atendimento presencial desde o último dia 16 de março, quando, por decreto do prefeito de Macaé, Dr. Aluizio (PSDB), diversas unidades do serviço público adotaram as medidas de isolamento social preconizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) devido à pandemia do coronavírus, o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM) divulgou nesta quarta-feira, 8, um novo serviço de atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica

Ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, o CEAM disponibilizou um telefone que pode ser acionado, inclusive com ligações a cobrar, através do (22) 99817-0976, e que também pode receber denúncias via WhatsApp.

De acordo com a prefeitura, o novo serviço é prestado de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, e tem como objetivo auxiliar as vítimas de violência contra a mulher mesmo durante o período de isolamento social.

Coordenadora do CEAM, a advogada Jane Roriz explicou que a implantação do número de plantão tem como objetivo também atender aos casos novos e aos casos que já estão sendo acompanhados pelo órgão.

“É uma maneira de dar apoio e fornecer orientações mais precisas e concretas à mulher que esteja em situação de vulnerabilidade em decorrência da violência”, contou Jane Roriz.

Por ordem de decreto municipal, a sede do CEAM, localizada no centro da cidade, está fechada, assim como diversas unidades do serviço público de Macaé, que estão com suas equipes, técnica e administrativa, trabalhando em sistema de home office.

“Através desse meio de comunicação que foi disponibilizado, indicamos os caminhos e auxiliamos caso a caso”, acrescentou a advogada, coordenadora do CEAM.
A prefeitura reforça que o CEAM desenvolve ações em consonância com as diretrizes estabelecidas pelo Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, através dos programas de prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher, do Disque-Mulher, e do Programa de Orientação Jurídica.

Para auxiliar no combate à violência contra a mulher, a rede de proteção do CEAM de Macaé conta ainda com a 123ª Delegacia de Polícia Civil (123ª DP), o Instituto Médico Legal (IML), as unidades de saúde, a Patrulha Maria da Penha, a Guarda Municipal, o 32º Batalhão da Polícia Militar (32º BPM), a Defensoria Pública, o Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ), e o Poder Judiciário.

Mais lidas da semana