Mídias Sociais

Política

Carlos Augusto Balthazar tenta voltar à Prefeitura de Rio das Ostras pela 4ª vez nas eleições suplementares desse ano

Avatar

Publicado

em

 

Da esquerda para a direita, os candidatos a prefeito em Rio das Ostras: no alto, Carlos Augusto Balthazar (PMDB), Gelson Apicelo (PDT) e Winnie Freitas (PSOL); na parte de baixo, Poggian (PSD), Marcelino da Farmácia (PV), e Deucimar Talon (PRP)

 

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro (TRE-RJ) informou nesta segunda-feira, 21, os nomes dos candidatos a prefeito e vice de Rio das Ostras que enviaram o pedido de registro de candidatura visando a disputa nas eleições suplementares marcadas para o próximo dia 24 de junho deste ano.

Uma das novidades é a confirmação da candidatura do ex-vice-prefeito Gelson Apicelo (PDT), que finalmente parece ter se desgarrado da sombra do ex-prefeito Alcebíades Sabino (PSDB), e concorrerá ao lado de Marcelo David (PDT).

Os demais nomes não chegam a surpreender, tendo já sido especulados ou divulgados pela imprensa local, por assessores ou por páginas nas redes sociais. Além de Apicelo, estará na disputa, o também ex-prefeito Carlos Augusto Balthazar (PMDB), com Zezinho Salvador (PRB) como vice; a servidora municipal Winnie Freitas (PSOL), que concorrerá ao lado de Tia Vânia (PSOL); o empresário Poggian (PSD), com Marcondes (PMN) como vice; o ex-vereador Deucimar Talon (PRP), que terá como vice Claudia Soares (PCdoB); e o ex-secretário de Saúde e atual vereador, Marcelino da Farmácia (PV), com Leandro (PV) como vice; totalizando 6 pedidos de registro ao TRE-RJ.

O prazo para fazer o pedido de registro de candidatura junto à 184ª Zona Eleitoral (184ª ZE), de Rio das Ostras, se encerrou às 19h do último sábado, dia 19, conforme estipulado pela Resolução 1.028, de 2018, do TRE-RJ, que estabeleceu as instruções para a realização das eleições suplementares no município.

Os pedidos de registro de candidaturas, agora, serão julgados pela Justiça Eleitoral, que tem 5 dias contados da publicação dos pedidos para impugná-los, mesmo prazo para que “qualquer cidadão no gozo de seus direitos políticos poderá dar notícia de inelegibilidade” aos pretensos candidatos, de acordo com o descrito na própria publicação assinada pela juíza eleitoral da 184ª ZE, Anna Karina Guimarães Francisconi.

Mais lidas da semana