Mídias Sociais

Cidades

Candidatos a prefeito na região alegam ter fortunas em dinheiro vivo

Avatar

Publicado

em

 

Com a lista dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador, na Região dos Lagos e no Norte Fluminense, divulgada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), alguns dados sobre os candidatos estão chamando atenção dos eleitores.

Um exemplo é o número de candidatos a prefeito que possuem verdadeiras fortunas guardadas em dinheiro vivo. Em plena era digital, são 6 os políticos que preferem guardar o dinheiro em espécie ao invés de confiar nas instituições bancárias.

Ao todo, são quase 4 milhões de reais em notas, entre os candidatos com os bens divulgados pelo TSE, cujo site ainda não têm os bens declarados dos candidatos a prefeito em Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Carapebus, Quissamã e São Pedro da Aldeia.

Das demais cidades da região, o que mais revelou ter o famoso “dinheiro embaixo do colchão”, com dizia a antiga gíria popular para o dinheiro em espécie guardado, é o vereador Chico Machado (PDT), candidato a prefeito em Macaé.

Segundo os bens declarados por ele, a fortuna do vereador é de mais de 2,6 milhões reais em dinheiro vivo, quase todo o montante proveniente de doações. Curiosamente, Chico declarou na convenção do PDT, em julho, que faria uma campanha com poucos recursos, mas só em dinheiro vivo, o vereador já recebeu quantia suficiente par bancar todos os investimentos de sua campanha, que na cidade, têm limite de pouco mais de 2,5 milhões de reais.

Tunan Teixeira

 

BOX: Confira a lista dos candidatos com dinheiro no colchão na região

Chico Machado (PDT-Macaé) – R$ 2,6 milhões

Carlos Augusto Balthazar (PMDB-Rio das Ostras) – R$ 786,8 mil

Miguel Jeovani (PMDB-Araruama) – R$ 350 mil

Marquinho Mendes (PMDB-Cabo Frio) – R$ 100 mil

Fabinho Kiffer (PSC-Casimiro de Abreu) – R$ 75 mil

Paulo Dames (PSB-Casimiro de Abreu) – R$ 10 mil

 

Mais lidas da semana