Mídias Sociais

Política

Campanha de vacinação contra o sarampo terá Dia D neste sábado, 15, com mais de 70 salas de vacinação na região

Avatar

Publicado

em

 

Acontece neste sábado, 15, em todas as cidades da região, o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo, iniciada no último dia 10 de janeiro, pelo Ministério da Saúde e pelo Governo do Estado do Rio.

A vacinação contra o sarampo é destinada à população na faixa etária entre 6 meses e 59 anos de idade, que nunca tenham sido vacinada contra a doença ou que ainda estejam com a vacinação incompleta.
“Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina. Os principais sintomas do sarampo são: febre acompanhada de tosse; irritação nos olhos; nariz escorrendo ou entupido e mal-estar intenso”, explica o Ministério da Saúde.

Juntas, as secretarias de Saúde de Macaé, Campos dos Goytacazes, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Quissamã e São João da Barra oferecerão mais de 70 salas de vacinação, com horários variados em cada município.

Em Macaé, a vacinação contra o sarampo acontece das 8h às 17h, em diversos bairros da cidade, tanto na região central quanto na região serrana do município, e de acordo com a responsável pelo Programa de Imunização da Secretaria de Saúde, Luciana Santos, é importante levar a caderneta de vacinação para ser avaliada pelos profissionais da unidade de saúde.

“É fundamental também o comparecimento das pessoas com idade entre 50 e 59 anos, pois essa faixa etária não é contemplada na vacinação de rotina”, alertou Luciana Santos.

Em Rio das Ostras, o Dia D de vacinação contra o sarampo também acontece das 8h às 17h, e a Secretaria de Saúde reforça a importância das pessoas apresentarem a Caderneta de Vacinação e o Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

O município lembra ainda que a Campanha Seletiva, que ganhou o nome “Rio sem Sarampo”, tem o objetivo de implementar medidas emergenciais para contenção do avanço da doença, que chegou a ser erradica no Brasil em 2016.

Neste mês de janeiro, um bebê de 8 meses faleceu em decorrência do sarampo, sendo o primeiro caso fatal da doença no Estado do Rio de Janeiro desde 2000. Em 2019, o país registrou mais de 18 mil casos da doença, em 526 municípios, causando 14 mortes no Estado de São Paulo e uma no Estado de Pernambuco.

Em Campos, o horário de atendimento da vacinação será menor, das 9h às 15h, mas o Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde também reforçou a importância da imunização.

A Prefeitura de Campos lembra que não há casos de sarampo confirmados na cidade desde 2007, quando foi implementado o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) no município.

“Para pessoas acima de 60 anos, a recomendação é buscarem a vacinação em casos de viagem para localidades com a circulação viral ativa e em casos de recomendação médica”, alerta a Secretaria de Saúde de Campos.

Em São João da Barra, a vacinação também acontecerá das 8h às 17h, e a coordenadora municipal de Imunização, Rachel Rebel, foi outra a ressaltar a importância da vacinação para o combate aos avanços recentes do sarampo no país.

“É uma estratégia para interromper a circulação do vírus do sarampo no Brasil”, comentou a servidora de São João da Barra.

O município lembra ainda que, em 2019, foram duas etapas direcionadas às faixas etárias mais suscetíveis ao surto no país, e em 2020, a campanha é destinada aos grupos não vacinados no ano passado.

Mais lidas da semana