Mídias Sociais

Política

Câmara recebe BRK Ambiental e conhece cronograma de obras de esgoto em Macaé para 2019-2020

Publicado

em

 

Funcionários da BRK Ambiental, concessionária do serviço de esgotamento sanitário em Macaé, revelaram obras para ligar Imbetiba à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Centro já no ano que vem

Em sessão ordinária na Câmara Municipal de Macaé nesta quarta-feira, 24, os vereadores e a população que acompanhou a sessão pelo site da Câmara ou pelo canal do Legislativo no Youtube, tomaram conhecimento sobre o cronograma de obras da BRK Ambiental para os próximos 2 anos no município.

Os dados foram apresentados durante o Grande Expediente da sessão desta quarta, por funcionários da empresa concessionária do serviço de saneamento do município devido a um contrato de Parceria Público-Privada (PPP), assinada entre a empresa e a prefeitura, em dezembro de 2012.

Segundo a empresa, as obras, que foram paralisadas em 2016, serão retomadas neste ano, vai avançar nos próximos 2 anos, até 2020, quando bairros como Lagomar, Imbetiba, Nova Macaé, Vale Encantado, Cancela Preta, Praia Campista, Riviera Fluminense, Parque Aeroporto, Centro, Cajueiros, Novo Cajueiros, Jardim Vitória, Jardim Santo Antônio, entre outros bairros entre a Lagoa de Imboassica e a orla do Lagomar.

Os representantes da BRK explicaram que as obras já contemplaram duas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs), Mutum e Centro, e o sistema será ampliado com outras duas ETEs, no Parque Aeroporto e no Lagomar.

Também comentaram os desafios da empresa ao iniciar as obras na Imbetiba, em 2019, devido ao que a BRK Ambiental chamou de “alto grau de interferência”, justificando o nome pela quantidade de tubulações de esgoto, gás, além de outras fiações subterrâneas.

Os funcionários da concessionária surpreenderam os parlamentares ao explicar que o contrato da PPP do Esgoto, como ficou conhecida, não contempla todos os bairros da cidade, embora o prefeito já feito o pedido para a inclusão de localidade mais carentes, como as Malvinas e a Nova Holanda.

“Todos os bairros vão ser contemplados, mas nem todos estão no contrato. Agora, depois de 5 anos, o contrato pode ser alterado e ampliado mediante aditivos. Sobre as Malvinas e a Nova Holanda, o prefeito já solicitou a inclusão desses bairros no contrato. Estamos realizando estudos para inclui-los nas obras nos próximos anos”, respondeu Sérgio Trentini, diretor da BRK Ambiental em Macaé.


 

Mais lidas do mês