Mídias Sociais

Política

Câmara dos Vereadores decide não aceitar proposta de impeachment do Prefeito de Cabo Frio

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

A Câmara dos Vereadores de Cabo Frio votou, na sessão desta quinta-feira, 16, e decidiu não aceitar o requerimento feito pelo vereador Rafael Peçanha (PDT), pedindo impeachment do prefeito de Cabo Frio Dr. Adriano (Rede).

Os vereadores, que se pronunciaram contrário a aceitação do projeto, alegaram que consideram que iniciar um processo de impeachment poderia causar um retrocesso na cidade.

A vereadora Letícia Jotta utilizou Búzios, como exemplo. Poucas horas antes da votação, o Prefeito André Granado conseguiu uma liminar para retomar a Cadeira do Executivo, que havia sido assumida pelo vice, Henrique Gomes, na segunda-feira, 13.

"Não acho prudente faltando um ano e oito meses para esse Governo acabar, nós colocarmos um vice, que não tem um grupo preparado. Meu voto é para que essa Casa junto com o Executivo possa ajudar essa cidade. Um exemplo é a cidade vizinha a nossa. Entra Henrique sai André Granado, sai Henrique entra Dr. André. A cidade está um retrocesso e eu não quero isso para a minha cidade", frisou a vereadora.

O Vereador Vinicius Corrêa também afirmou que não é o momento de mudar o Governo, que não teve tempo hábil de fazer por Cabo Frio.

"O impeachment que foi formulado pelo vereador Rafael Peçanha. É um instrumento legal, isso é democracia, mas é importante saber que o impeachment é um julgamento totalmente político. Depois de dez meses do Governo do Dr. Adriano, que foi eleito democraticamente, não estou falando de um ano, não sou favorável a mudar. Esse é um Governo que tem seus problemas, mas tenta de alguma forma acertar. Se o Governo foi tão ruim, iria acontecer o que aconteceu com o ex-prefeito a justiça mesmo ia retirar", comentou o vereador líder do Governo.

Após a votação, o projeto foi recusado pela votação da maioria dos 16 vereadores presentes.

 

 

Mais lidas do mês