Mídias Sociais

Destaque

Câmara decide futuro da água em Macaé nesta quarta-feira (24)

Bertha Muniz

Publicado

em

 

A Câmara de Vereadores de Macaé irá decidir, nesta quarta-feira (24), se haverá a municipalização do fornecimento de água com tarifa zero, ou se a concessão do recurso hídrico continua sobre a tutela da Companhia Estadual de Água e Esgoto (Cedae).

O projeto de Lei enviado pelo Executivo, teve o prazo de tramitação em regime de urgência, e propõe a municipalização do abastecimento de água, diante dos inúmeros problemas acerca da falta d'água que se arrastam há anos, sem nenhuma previsão de melhoria por parte da estatal.

A matéria, que vem causando polêmica entre os parlamentares desde o início de sua tramitação, propõe a encampação dos serviços de tratamento e abastecimento de água, atualmente fornecidos pela Cedae por parte da prefeitura.  A falta de respostas por parte da Cedae tanto para os vereadores, tanto para a população fizeram com que o prefeito, Dr Aluizio chegasse a falar, via Twitter, em rescisão contratual com a estatal.

“Com todo respeito aos que se dedicam ao bom funcionamento da CEDAE, mas Macaé não suporta mais a indiferença e a falta de água. O próximo passo é buscar a rescisão contratual”, desabafou o prefeito em sua rede social em fevereiro deste ano.

A votação acontecerá em sessão ordinária. O projeto de Lei já conta com a adesão da maioria dos vereadores da Casa. Dias atrás, o presidente da Câmara, Dr Eduardo Cardoso, defendeu a matéria, alegando a dificuldade que a Cedae encontra em prover o serviço, o que faz com que toda a população macaense pague um alto preço.

" O governo se dispõe a assumir o serviço a custo zero para toda a população. Por outro lado, a Cedae não mas não investe em melhorias no abastecimento, mesmo arrecadando dinheiro de todos os munícipes. Como ser contrário a essa proposta?”, destacou o parlamentar.


 

Mais lidas do mês