Mídias Sociais

Política

Câmara debate sobre necessidades especiais de crianças cabo-frienses

Publicado

em

 

O principal tema abordado pelos vereadores foi a situação dos CENAPES

Thaiany Pieroni

 

As crianças de Cabo Frio, que precisam de atenção especial, foram lembradas pelos vereadores, durante a sessão ordinária, realizada nesta terça-feira, 11.  Os representantes do legislativo abordaram a situação dos Centros de Atendimento Pedagógico, da Apae e da possibilidade da saúde municipal passar a oferecer a equoterapia.

Nos últimos dias, uma boato surgiu na cidade informando que os Centros de Atendimento Pedagógico – CENAPES, conhecidos também como Casa do Aluno, fechariam as portas, alarmando a população. Diante deste cenário, o presidente da Casa, Aquiles Barreto, utilizou a tribuna, para esclarecer os fatos e garantir a população que esses espaços não serão fechados.

“O que está acontecendo, na verdade, é que duas das casas onde funcionavam esse projeto eram alugadas e pela falta do pagamento do aluguel por vários meses, no último Governo, os locatários despejaram. Agora, a ideia é que esses espaços sejam colocadas em escolas próprias para não pagarmos mais aluguel, o que gera uma economia muito importante para o município neste momento de crise. Está tudo sendo readequado e a previsão é que as Casas voltem a funcionar no meio do ano. Deixo aqui o meu compromisso de garantir a volta dessas casas, que são de grande importância”, garantiu Aquiles Barreto.

Já o vereador líder da bancada de oposição, Rafael Peçanha, afirmou que apesar de entender a situação do governo, quer tentar algo mais junto a secretaria de educação para evitar que essas crianças fiquem sem atendimento. “Estive conversando pessoalmente com a secretária, Laura Barreto, depois oficializamos a conversa. Ela me enviou um oficio muito bem detalhado sobre o funcionamento dos Centros de Referência e eu realmente entendo a situação e sou a favor de que os alugueis sejam reduzidos. Mas, sabemos que um dia sem atividades para essas crianças especiais é um risco sério não só na sua formação acadêmica, mas também na sua formação social. Por isso, vou novamente conversar com a secretária para saber se há alguma possibilidade de que não seja necessário aguardar até o segundo semestre para que os Centros de referência voltem a atuar”, explicou Rafael.

Ainda durante a sessão, o vereador Luiz Geraldo, utilizou a tribuna para ressaltar as demandas da APAE de Tamoios, ele reforçou que o espaço está precisando de alguns profissionais da área de saúde como fonoaudiólogo e que espera a compreensão do governo para resolver o caso. Ele também lembrou sobre um levantamento que fez para que o município pudesse oferecer as pessoas especiais a possibilidade da equoterapia, que tem um resultado muito positivo. O vereador ficou de fazer um requerimento para oficializar esses pedidos.

Situação dos CENAPES – De acordo com a Secretaria de Educação, no início deste mês ocorreu uma reunião com diretores dos Centros de Atendimento Pedagógico – CENAPES, com o objetivo de definir as intervenções estruturais necessárias, pois, uma vez que houve mudança de endereços, requer adaptações e reformas. Apenas o C.E.E.I. Prof. Durval Silva permanecerá no mesmo local, mas o prédio também necessita ser reformado. No encontro foi informado que a previsão de conclusão das intervenções é no segundo semestre.

Paralelamente à reforma, a Secretaria solicitará às unidades escolares que informem quantos alunos precisam do atendimento especializado nos Centros e também lançará, nas próximas semanas, resoluções específicas para a seleção de profissionais estatutários para atuar nos Centros e em Salas de Recursos Multifuncionais, como em outros momentos.

"No ano de 2012, a SEME concluiu o documento sobre a Política Municipal de Educação Especial denominado 'Diretrizes da Política Municipal de Educação Especial', onde os CENAPES foram incluídos por contribuírem para o desenvolvimento de seu público-alvo. Consideramos de suma importância todo e qualquer investimento a ser feito nessas unidades de apoio e não mediremos esforços para concluirmos essas reformas antes do prazo", ressaltou a Secretária da pasta, Laura Barreto.

Vale lembrar que os CENAPES são voltados para alunos com transtornos funcionais específicos, como transtorno do déficit de atenção com hiperatividade, dislexia, dislalia, dentre outros e/ou dificuldades acentuadas de aprendizagem.

 

Mais lidas da semana