Mídias Sociais

Política

Câmara de Carapebus elege nova composição da mesa diretora que ficará no cargo até o final desse ano

Publicado

em

 

A Câmara Municipal de Carapebus elegeu, nesta quinta-feira, 19, a nova composição da mesa diretora da Casa, que já tinha o presidente eleito, o vereador Dandinho (AVANTE), que está interinamente ocupando a cadeira de chefe do Executivo, após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

No pleito, os parlamentares de Carapebus elegeram, por unanimidade, a chapa única, formada pelos vereadores Kelver JJ (PP), Ronei da Barbearia (PP), e Marcelo Mourão (SOLIDARIEDADE), que serão, respectivamente, vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário da Casa até o próximo dia 31 de dezembro de 2021.

Segundo a Câmara, os novos eleitos, que já formavam a mesa diretora, com Kelver JJ ocupando a presidência da Casa de forma interina no lugar de Dandinho, terão mandato na mesa diretora até o final desse ano.

Para o ano legislativo de 2022, a presidência terá Dandinho, com Tânia Cabral (PP) como vice-presidente, e Kelver JJ como 1º secretário, restando aos vereadores elegeram o novo 2º secretário, a depender da nova composição da Casa, lembrando que, atualmente, 5 parlamentares estão licenciados da Câmara e empossados em cargos na gestão municipal.

Além de Dandinho, os vereadores Adriano Lima (PP), Raimundo (PRTB), Paulinho Cueca (SOLIDARIEDADE) e Cíntia Barcelos (AVANTE), deixaram a Casa para ocupar, respectivamente, os cargos de secretários de Transportes, de Serviços Públicos, de Obras, e de Assistência Social.

Em seus lugares, assumiram os vereadores suplentes, Marquinho Pacato (PRTB), Tuti (AVANTE), Marcelo Mourão (SOLIDARIEDADE), Ronei da Barbearia (PP), e Rodrigo Lima (AVANTE), este último ocupando a cadeira de Dandinho.

Recentemente, a Câmara de Carapebus aprovou uma alteração na legislação municipal que implementou um mandato de biênio, ou seja, por 2 anos, como acontece em diversos legislativos municipais na região.

A mesa diretora eleita para 2022 ficará no cargo até o final do próximo ano, quando uma nova eleição escolherá a composição da mesa diretora que ficará no cargo durante o biênio 2023-2024, último da atual legislatura.

Mais lidas da semana