Mídias Sociais

Destaque

Cabo Frio tem 48h para comprovar que pagou servidores da Educação

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Cabo Frio tem 48 horas para comprovar na Justiça que pagou os salários dos meses de abril e maio aos servidores da Educação. A decisão saiu depois de uma audiência de conciliação entre a Prefeitura e o Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe Lagos) na tarde desta quinta-feira (14) no Fórum da cidade. A Prefeitura apresentou uma proposta de pagamento escalonado do mês de junho, que foi rejeitada pelo sindicato.

A juíza Silvana da Silva Antunes determinou que a Prefeitura apresente em 48 horas documentos que comprovem que os funcionários do município receberam os pagamentos referentes aos meses de abril e maio, já que o Sepe afirma que nem todos receberam. A Prefeitura também deve justificar todos os casos de professores que não receberam.

 

Justiça bloqueou contas para pagamento nos últimos dias

Uma liminar expedida pela Justiça na sexta-feira (8) determinou a apreensão de R$ 10,4 milhões das contas da Prefeitura. O motivo do bloqueio é que o dinheiro fosse destinado ao pagamento dos professores. Entretanto, segundo o SEPE Lagos, sindicato que representa a categoria, somente 1/4 dos professores, recebeu o salário referente ao mês de junho. Na tarde desta quarta-feira (13) as contas bancárias da Prefeitura foram liberadas. O prefeito Alair Correa (PP) comemorou a vitória em seu blog,

Mas a comemoração na durou muito. Poucas horas depois de uma liminar liberar os 10 milhões, a prefeitura sofreu outro baque. A Justiça determinou o bloqueio de R$ 46,4 milhões. Dessa vez, a ação foi movida pelo Sindicaf (Sindicado dos Servidores de Cabo Frio).

 

Mateus Marinho

Mais lidas da semana