Mídias Sociais

Política

Bolsa Alimentação de Macaé já contemplou mais de 90% dos alunos matriculados na rede pública municipal de ensino

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé divulgou, na manhã desta sexta-feira, 22, os primeiros números oficiais sobre o número de alunos beneficiados pelo Bolsa Alimentação, auxílio emergencial criado para tentar minimizar os impactos da falta da merenda escolar, considerada uma das principais refeições para milhares de alunos em situação de vulnerabilidade social no município.

De acordo com os números, até a manhã desta sexta-feira, 38.277 benefícios foram pagos pela prefeitura, entre os pagamentos que já foram efetivamente realizados e os que estão com o pagamento em andamento.

“Considerando os números totais de alunos matriculados na rede, 93% do total de alunos já receberam a Bolsa Alimentação”, revelou a prefeitura.

A prefeitura estipula que cerca atualmente a rede pública municipal de Educação possui cerca de 42 mil alunos matriculados. As aulas no município, assim como no Estado do Rio, estão paralisadas desde o último dia 14 de março, tanto na rede pública quanto na rede privada.

As medidas foram adotadas pelo governador Wilson Witzel (PSC), e seguidas pelo prefeito de Macaé, Dr. Aluizio (PSDB), assim como por diversos outros prefeitos do Estado, e visam a prevenção da pandemia do novo coronavírus.

Ainda nesta sexta-feira, o município informou que continua recebendo informações das próprias escolas sobre problemas na realização do cadastramento encontrados pelos pais e responsáveis dos beneficiários.

“Os diretores [das escolas] levantaram as informações pendentes junto aos responsáveis pelos alunos para efetuar o cadastro corretamente, enviando-o para a equipe de Tecnologia de Informação (TI) da Secretaria de Educação, responsável pela elaboração da planilha. Desta forma, será efetivado o restante dos pagamentos da 1ª parcela. É prioridade do governo municipal que todos os alunos matriculados na rede [pública municipal] de ensino recebam a 1ª parcela para, então, iniciar o pagamento da 2ª. A previsão para inicio da nova fase é dia 28 de maio, com dinâmica diferente considerando os dados já validados da 1ª parcela”, explicou a prefeitura.

Inicialmente proposto com o valor de 100 reais, o auxílio emergencial do Bolsa Alimentação teve seu valor dobrado para 200 reais após a aprovação da destinação de 5,3 milhões de reais do Fundo do Legislativo pelos 17 vereadores da Câmara Municipal de Macaé, em sessão extraordinária realizada no último dia 30 de março.

A ideia do benefício é contemplar todos os alunos matriculados na rede pública municipal de ensino de Macaé. A prefeitura lembra que o processo da Bolsa Alimentação envolve um cadastro, em que o próprio beneficiário informa dados bancários e CPF e, qualquer inconsistência nesses dados impossibilita o pagamento.

“É um processo contínuo de análise de dados e validação de informação”, concluiu o município.

Mais lidas da semana