Mídias Sociais

Política

Arquiteto autor dos projetos do HGG, em Campos, e do HPM, em Macaé, conta de seu trabalho em Carapebus

Publicado

em

 

Formando na Universidade Santa Úrsula, no Rio de Janeiro, há mais de 40 anos, e autor de projetos como os do Hospital Público Municipal (HPM), em Macaé, e do Hospital Geral de Guarús (HGG), na sua Campos dos Goytacazes, o arquiteto campista Victor de Aquino, de 64 anos, quer continuar trabalhando em projetos arquitetônicos e urbanísticos para a Região Norte Fluminense.

Contratado em fevereiro de 2021 pela Prefeitura de Carapebus, o arquiteto, que também trabalhou para a Prefeitura de São João da Barra entre 2007 e 2008, conta que o contato com Carapebus também visava a criação de uma série de projetos para urbanizar a cidade pensando no crescimento futuro.

Victor de Aquino lembra que o planejamento de crescimento urbano de um município precisa ser feito a longo prazo, e que esse é o seu intuito quando é contratado pelas prefeituras da região para elaborar projetos arquitetônicos, e que, por isso mesmo, esses projetos não têm partido político, pelo contrário, são do município, e podem ser realizados em qualquer gestão.

“Eu gosto muito de usar como exemplo, que a Avenida Arthur Bernardes, que Rosinha [Garotinho] inaugurou [entre 2011 e 2014], foi projetada em 1942, pelo prefeito Salo Brand. E depois dela, ainda veio a Avenida Nossa Senhora do Carmo, que está iniciando agora, lá próximo à Usina Santo Antônio, no Jóquei”, pondera o arquiteto.

Entre seus projetos mais conhecidos na região, além do HPM e do HGG, estão a Praça São Salvador, em Campos, as orlas dos Cavaleiros e do Pecado, o Parque da Cidade, e o antigo prédio do Mercado de Peixes, em Macaé, e o Polo Gastronômico, em São João da Barra.

“Todo planejamento urbano, ele é feito visando os próximos 10, 20, 30 anos de uma cidade. Arnaldo Vianna (PDT), quase 3 décadas atrás, fez com Campos, e só executou a Praça São Salvador, de mais de 20 projetos, mas estão lá os projetos. Sílvio Lopes (PSDB) fez em Macaé com a Orla dos Cavaleiros, a orla da Praia do Pecado, Parque da Cidade. Depois Carla Machado (PP) também fez aqui em São João da Barra, com o Polo Gastronômico, Centro de Emergência, reforma das praças, Estação das Artes, passarelas no mar. O prefeito, normalmente, ele pega um profissional, um arquiteto urbanista, e elabora um planejamento futuro para que independente dele, os futuros gestores usem esses projetos e deem um norte para as cidades”, contou Victor de Aquino.

Sobre as críticas da oposição às vésperas das eleições suplementares no município, o arquiteto ressalta que, diferente das vizinhas, Macaé e Campos, com orçamentos bilionários, as cidades com menos recursos, como Carapebus, precisam, muitas vezes, recorrer a deputados estaduais e federais para conseguir recursos para obras, mas que antes de conceder os recursos, os parlamentares pedem projetos.

Entre seus projetos em Carapebus está a Praça da Matriz, que está sendo reformada com recursos do governo estadual anunciados durante a visita do governador Cláudio Castro (PL) a diversas cidade da região, em agosto desse ano.

“Esse projeto seria uma reformulação do existente e uma ocupação de uma área nos fundos onde foram iniciados uns quiosques que nunca foram executados, e existem lá hoje um esqueleto, uma base de concreto com uma base de pilar, enfeiando a praça e sem término. Então nós preferimos usar esses patamares, para evitar gasto maior de quebra-quebra, e reformulação de piso, porque o piso é cimentado, antigo, antiquado; colocação de mais bancos, uma jardinagem melhor, um paisagismo melhor. Existe um teatro de arena também que está sendo todo reformulado, um playground para as crianças, um quiosque para lanche, tomar um sorvete, onde não teria bebida alcoólica. Era uma praça para atrair a família carapebuense, trazer o jovem, as crianças, os adultos, temos uma parte para jogos da 3ª idade com dama, xadrez, gamão, carteado, e a 3ª idade pode se reunir. Reforma dos banheiros existentes. Enfim, era uma praça como as praças de antigamente, onde toda a parcela da população será bem-vinda. Assim como na Matriz temos a nossa igreja, após os casamentos, batizados, seria uma área de grande convívio social”, detalha Victor de Aquino.

Ainda segundo o arquiteto, o projeto de reforma e adaptação da Praça da Matriz já foi enviado para o governo estadual que deve assinar um convênio com o município para que as obras sejam 100% executadas pelo Estado e doadas à cidade.

Além da Praça da Matriz, Victor de Aquino conta que, entre os projetos para Carapebus, há um novo Polo Gastronômico, uma nova avenida ao lado do Córrego da Maricota, que rodeará toda a cidade, saindo no Parque de Exposições, bem como outras 3 praças menores, a Praça Cordeiro, a Praça Baixada, e a Praça da Rodagem, e 3 portais para as 3 entradas da cidade.

“Estamos também elaborando projetos de reforma do hospital existente [Hospital Municipal Carlito Gonçalves], reformulando dentro das normas da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), para atender à RDC50, que é norma em vigor federal, para que o hospital esteja apto para atender o povo de Carapebus”, acrescenta o arquiteto.

Clique Diário

E. L. Mídia Editora Ltda
CNPJ: 09.298.880/0001-07
Redação: Rua Tupinambás 122 Gloria – Macaé/RJ

comercial@diariocs.com
(22) 2765-7353
(22) 999253130

Mais lidas da semana