Mídias Sociais

Política

Ainda sem casos confirmados do coronavírus, Macaé segue atendendo e orientando a população

Avatar

Publicado

em

 

A Prefeitura de Macaé divulgou na manhã desta quinta-feira, 19, um informe sobre a situação dos casos relacionados ao coronavírus no município, que ainda está sem casos confirmados da doença, mas segue com casos suspeitos.

Segundo informou o governo municipal, 9 pessoas com “vínculo epidemiológico” estão sendo monitoradas diariamente em isolamento domiciliar em Macaé, e ainda não há caso confirmado do coronavírus na cidade.

A prefeitura explicou também que, desde terça-feira, 17, 168 pessoas procuraram o Centro de Triagem do Doente por Coronavírus em busca de atendimento, e duas pessoas foram encaminhadas para o Hospital Público Municipal (HPM).

O município acrescentou ainda que a unidade, que funciona no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, no centro da cidade, e disponibiliza médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, fisioterapeuta, recepcionista e auxiliar de serviços gerais, atende até às 20h, ainda não conta com os kits de testagem.

“Os testes de casos moderados a graves são encaminhados para o laboratório de emergência no Rio de Janeiro. A maior parte dos casos atendidos até o momento foram leves de síndrome respiratória”, esclareceu a prefeitura nesta quinta.

Uma das coordenadoras do Centro de Triagem, Ana Paula Dal-cin, afirmou que, independente do teste, a conduta é a mesma, com isolamento domiciliar do paciente por 14 dias, e procurar a unidade de saúde apenas em caso de apresentar os sintomas, que são, dificuldade de respirar, tosse, cansaço e febre.

Ana Paula Dal-cin explicou também que os casos considerados suspeitos devem ficar, de preferência, em quarto individual e ventilado, com janelas abertas, limitando a circulação para outros ambientes da casa, além de não receber visitas, limitando o número de cuidadores.

Segundo a Secretaria Adjunta de Atenção Básica de Macaé, os cuidadores devem lavar as mãos com água e sabão, sempre antes e depois de interagir com pacientes, assim como lavar o rosto, e secar com toalha individualizada.

“É preciso evitar tocar nos olhos, boca e nariz com as mãos”, reforçou a prefeitura.

O município orientou aos cuidadores o uso de máscara cirúrgica quando em contato com o paciente, ajustando-a no rosto, e não podendo tocá-la externamente durante manipulação com a pessoa enferma, e caso a máscara apresente sinais de umidade, é preciso jogá-la fora e lavar as mãos com água e sabão imediatamente após o descarte da máscara.

“O suspeito deve cobrir a boca e o nariz quando for tossir ou espirrar, utilizando lenço de papel descartável, máscara cirúrgica ou utilizar a parte interna da dobra do braço. Em seguida, lavar com água e sabão. O paciente também não pode compartilhar objetos pessoais e, após a utilização de pratos e copos, deve lavar imediatamente. Outra recomendação é limpar e desinfetar todas as superfícies como cama, mesa, cadeira, celular, teclado, aparelho doméstico com desinfetante comum e álcool 70%. A limpeza do chão deverá ser com água sanitária diluída e embebida em pano de chão. Todo lixo produzido, que entrou em contato com o paciente, deverá ser separado e entregue na unidade de saúde mais próxima”, complementou a prefeitura.

Além do Centro de Triagem do Doente por Coronavírus, a prefeitura instituiu ainda o Centro de Cooperação Inter-hospitalar, composto por todos os hospitais públicos e particulares do município, que tem como finalidade otimizar o uso de recursos humanos, equipamentos e medicamentos, garantindo o tratamento igualitário a toda a população.

O Centro de Triagem funciona no antigo Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, localizado na Rua Tenente Coronel Amado, 225, no Centro. Para mais informações, a unidade disponibiliza os telefones (22) 2796-1015 e (22) 2796-1344.

Mais lidas da semana