Mídias Sociais

Destaque

Ações de intervenção federal na segurança do Rio serão acompanhadas por Comissão do Senado

Publicado

em

 

Comissão externa temporária foi criada depois de pedido de senador do Amapá

O Senado aprovou, na última semana, a criação de uma comissão externa temporária que será responsável por acompanhar as ações da intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro.

A comissão, fruto do pedido apresentado pelo senador Ranolfe Rodrigues (REDE-AP), será composta por 3 senadores titulares e 3 suplentes, que serão designados pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

“A intervenção federal, em conjunto com a nossa recente redemocratização, resgata memórias de arbitrariedades cometidas pelas Forças Armadas no passado. Organizações de direitos humanos já manifestam preocupação com excessos”, explicou o parlamentar do Amapá, ao apresentar o requerimento.

Ainda na quarta-feira, 21, a Anistia Internacional já havia anunciado que um observatório, formado por organizações de direitos humanos, irá acompanhar eventuais abusos e violações de direitos humanos cometidos por agentes das forças militares durante a intervenção federal do Rio.

Na tramitação do decreto legislativo, parlamentares de oposição criticaram o governo por não apresentar dados que justificassem a medida, nem os recursos para as operações. Já os defensores da intervenção afirmam que a medida era necessária e que não se trata de uma ação militar.

Com a aprovação do decreto, o governo federal tem o sinal verde dos parlamentares para prosseguir com as operações até o dia 31 de dezembro deste ano, nesta que é a primeira intervenção federal em um estado brasileiro desde 1988.

Tunan Teixeira

Foto: Reprodução


 

Mais lidas do mês