Mídias Sociais

Destaque

Vídeo mostra professor sendo humilhado e agredido em sala de aula em Rio das Ostras

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Um vídeo que circula na internet mostra um professor do Ciep Mestre Marçal Municipalizado, localizado no Jardim Campomar, em Rio das Ostras, sendo humilhado em sala de aula. Alunos depredam o quadro branco, rasgam as provas e atiram objetos no professor. Segundo informações o fato ocorreu nesta terça-feira (18). O vídeo foi filmado por um estudante do colégio enquanto a turma fazia prova.

Um dos adolescentes chega a arremessar uma pochete na direção do professor quando ele escrevia no quadro. O professor questiona se a intenção era atingi-lo e outro aluno responde: “‘Peraí’ que agora vai acertar”. O aluno chega a fazer ameaças graves quando é questionado por um colega.

“Vai matar o professor, cara? Faz isso não. O cara te dá aula, o cara é maneiro”, diz o colega, que recebe a resposta: “O cara nunca mais vai dar”. Os vídeos foram filmados por um estudante do colégio enquanto a turma fazia prova.

Em outro momento do vídeo, o mesmo adolescente que arremessou a pochete amassa a prova na frente do professor. O jovem também tenta destruir as provas dos colegas e quando rasga uma folha, o colega debocha: “Aí, professor, acabou a prova!”. As imagens mostram ainda que um dos jovens chega a empurrar o professor exigindo que a porta ficasse aberta.

Nesta quinta-feira (20), um dos alunos que cometeu a agressão contra o professor, gravou um vídeo onde faz um pedido de desculpas. O fato não impediu que o professor pedisse demissão da escola.

Brasil #1 no ranking da violência

Uma pesquisa global da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) com mais de 100 mil professores e diretores de escola do segundo ciclo do ensino fundamental e do ensino médio (alunos de 11 a 16 anos) põe Brasil no topo de um ranking de violência em escolas.

O levantamento é o mais importante do tipo e considera dados de 2013. Uma nova rodada está em elaboração e os resultados devem ser divulgados apenas em 2019. Na enquete da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), 12,5% dos professores ouvidos no Brasil disseram ser vítimas de agressões verbais ou de intimidação de alunos pelo menos uma vez por semana.

Trata-se do índice mais alto entre os 34 países pesquisados – a média entre eles é de 3,4%. Depois do Brasil, vem a Estônia, com 11%, e a Austrália com 9,7%. Na Coreia do Sul, na Malásia e na Romênia, o índice é zero.

 


 

Mais lidas do mês