Mídias Sociais

Polícia

Vereador de Cabo Frio denuncia que sofreu ameaça de morte

Thaiany Pieroni

Publicado

em

 

O vereador de Cabo Frio, Adeir Novaes, usou a tribuna da Casa Legislativa para denunciar que foi ameaçado de morte na última semana. O parlamentar disse ainda que se sente coagido toda vez que precisa entrar na Subprefeitura de Tamoios para tentar dialogar sobre a situação do Distrito.

"Nós temos que ir a subprefeitura para tentar um dialogo e buscar melhorias e nós estamos sendo coagidos. Eu tomo a liberdade de falar pelo vereador Oseias também. Eu não sei o que está acontecendo. Policiais não são, porque polícia, de verdade, trabalha fardada para defender o povo. Mas, temos vistos pessoas que se julgam policiais de arma para fora amedrontando a comunidade", frisou o vereador.

De acordo com Adeir, nesta semana, ele recebeu um recado intimidador e que tomará as providências cabíveis. "Mandaram o recado pra mim: Vereador de sete mandatos tomou um monte de tiros em Tamoios, imagina você que tem meio mandato. Quero deixar claro que não tenho medo de vocês, vou continuar trabalhando e se for necessário denunciar no ministério público eu vou fazer. Eu sou um representante do povo e vou continuar fazendo meu trabalho", reforçou Adeir.

A denuncia recebeu o apoio dos demais vereadores, que afirmaram que estão juntos nessa batalha. A vereadora Letícia Jotta foi a primeira a utilizar a tribuna para frisar que essa situação não pode acontecer.

"Isso é um absurdo, isso não pode acontecer. Como pessoas que foram contratadas, que foram escolhidas pelo Governo e não eleitas pelo povo, querem ameaçar a gente?. Não podemos deixar isso acontecer. Ninguém pode coibir o nosso trabalho. E pode contar comigo para o que precisar", frisou a vereadora.

Alexandra Codeço também comprou a briga e anunciou "Eles vão ter que fazer uma lista de morte com o nome de todos os vereadores porque estamos juntos nessa", reforçou a vereadora.

Em nota, a Prefeitura informou que a denúncia tem que ser feita na delegacia da cidade, pois cabe a ela a investigação de ameaça à integridade física.

Mais lidas da semana