Mídias Sociais

Polícia

Presidente do Goytacaz comprava inocência e deixa a delegacia da PF em Campos

Publicado

em

 

Dartagnan alegou que comprou um veículo e só depois descobriu que era um carro que fora roubado há alguns anos. Ele foi solto após pagar fiança de R$ 2 mil.

O presidente do Goytacaz, Dartagnan Fernandes, deixou a delegacia da Polícia Federal, em Campos dos Goytacazes nesta quinta-feira (1º). Ele conseguiu o direito após prestar esclarecimentos e pagar fiança de R$ 2 mil. O dirigente do clube campista havia sido detido na quarta-feira (31), na BR-101 por conduzir um carro roubado.

Segundo o advogado de Dartagnan, Luiz Fellipe Gomes Pinto, seu cliente comprou um veículo e depois descobriu que era um carro que fora roubado há alguns anos. “Ele conseguiu comprovar sua boa fé inclusive informando os nomes e telefones das pessoas que lhe venderam o veículo”, afirmou o advogado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o presidente do Goytacaz foi abordado no quilômetro 62 durante uma operação policial, e não apresentou de imediato os documentos do carro. A investigação mostrou que o veículo que Dartagnan Fernandes conduzia tinha placa de Muriaé (MG) e foi roubado no Rio de Janeiro.

Autor: Bertha Muniz

Mais lidas da semana