Mídias Sociais

Destaque

Policiais Militares acusados de tortura são presos durante operação do MPRJ em Cabo Frio

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Ao todo nove pessoas são acusadas da prática de crimes como tortura física e psicológica, além de sequestro. Cinco foram presos. 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Corregedoria da Polícia Militar do Estado (PMERJ), realizaram nesta terça-feira (12), em Cabo Frio, na Região dos Lagos, a Operação Ali Babá II, para o cumprimento de mandados de prisão preventiva contra nove integrantes da PM, além do afastamento da função de outro denunciado, que também pertence aos quadros da corporação.

Eles são acusados da prática de crimes como tortura física e psicológica, além de sequestro. Segundo o MPRJ, que contou com o apoio da Polícia Civil do Estado durante as investigações, na manhã de 7 de julho de 2014, os policiais denunciados, com emprego de armas de fogo, mediante violência e grave ameaça, constrangeram os autores de roubo de R$ 4 milhões da transportadora de valores Transexpert, ocorrido dias antes, em 3 de julho, no KM 55 da Via Lagos, Km 55, em São Pedro da Aldeia.

O objetivo da diligência foi obter a confissão dos criminosos, bem como informações sobre o paradeiro da quantia por eles subtraída.

A partir de denúncia apresentada pelo  Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), em 11 de dezembro de 2018, o juízo da 2ª Vara da Comarca de São Pedro da Aldeia expediu os mandados de prisão preventiva contra nove policiais denunciados: Paulo Henrique de Oliveira Ferreira; Leandro Luiz da Silva; Rubens José Loureiro Ferreira; José Carrilho Rosa; Marcio da Silveira Marques; Robert de Souza Costa; Celio Gomes de Oliveira; Marcos Ribeiro Laranjeira; Reynaldo Robério Ramalho Cardoso; além de ter determinado o afastamento de Helio de Cassio Souza Manhães da função de oficial da PMERJ.

A primeira Operação Ali Babá foi realizada em 19 de fevereiro de 2016, em Cabo Frio e cidades da Baixa Fluminense, também sob o comando do GAECO, e com a participação da Polícia Civil do Estado, da PMERJ e da Polícia Federal. A ação cumpriu mandados de busca e apreensão contra acusados de roubo, receptação e desmanche de carros, crimes igualmente cometidos mediante graves ameaças e uso de armas de fogo.

Segundo a Polícia Civil, até o fechamento desta edição, cinco policiais militares haviam sido presos. Eles foram encaminhados para uma unidade prisional da PM, no bairro Fonseca, em Niterói.


 

Mais lidas do mês