Mídias Sociais

Polícia

Polícia desvenda autoria do homicídio contra fiscal da Fazenda da Prefeitura de Cabo Frio

Avatar

Publicado

em

 

Segundo a polícia, crime teria sido passional, havendo suspeitas de que a vítima tivesse relação amorosa com sua colega de trabalho, mulher do executor.

A polícia já identificou o homem que matou o fiscal da Fazenda da Prefeitura de Cabo Frio, Márcio Borges de Sá Alves, de 45 anos. O crime ocorreu na tarde de ontem (31), na esquina da Rua Santos Dumond com Raul Veiga, no Centro da Cidade. O funcionário público estava parado em uma bicicleta quando um homem em uma moto se aproximou e atirou em sua cabeça.

Ele chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas já chegou ao hospital sem vida.Através das imagens das câmeras de monitoramento da região e do depoimento de testemunhas, as polícias Civil e Militar concluíram que Ricardo Gomes Miranda foi o autor do homicídio. As investigações iniciaram pela placa da motocicleta utilizada por Ricardo para cometer o crime.

O proprietário do veículo foi localizado pela polícia e afirmou tê-la emprestado a um amigo na noite anterior ao homicídio. Segundo o dono da motocicleta, Ricardo havia pedido o veículo emprestado para fazer entregas de sua lanchonete. Ao saber que sua moto havia sido utilizada no crime, o homem levou os agentes até a casa do amigo.

Na casa de Ricardo, os policiais colheram o depoimento de vizinhos, que afirmaram que ele e a mulher haviam se desentendido na noite anterior por ciúmes. O autor do crime não estava mais no imóvel.Os policiais tiveram acesso ao telefone da lanchonete, que estava na casa do criminoso e visualizaram mensagens trocadas entre Ricardo e outro amigo.

Nas conversas, Ricardo pede uma arma emprestada a um homem identificado como Anderson Cerqueira Silva. Segundo a polícia, Ricardo pegou emprestado um revólver calibre 38, de propriedade de Anderson, que confessou sua participação, esclarecendo que havia sido procurado pelo amigo para que emprestasse seu revólver para resolver um assunto.

Imagens de câmeras de segurança captaram a imagem do criminoso entrando no condomínio com a motocicleta utilizada e saindo a pé. "Pelo que se apurou, logo após a prática do crime, Ricardo fugiu de carro, um Fiat Uno de cor preta, placa KQJ 5157, que ainda não foi localizado”, disse o titular da 126ª DP (Cabo Frio), delegado Marcello Braga.

Imagens de câmeras de segurança captaram a imagem do criminoso entrando no condomínio com a motocicleta utilizada e saindo a pé.

Anderson, o dono da arma, foi preso em casa por porte ilegal de arma de fogo e por participação no homicídio. Ainda de acordo com a polícia, a motivação do crime teria sido passional, havendo suspeitas de que a vítima tivesse relação amorosa clandestina com sua colega de trabalho, mulher de Ricardo. -O autor é funcionário da Comsercaf e já teria ameaçado a vítima na porta da secretaria municipal de Fazenda. O depoimento da mulher, que era colega de trabalho de Márcio, está marcado para esta quinta-feira (1º). A polícia está a procura do suspeito, que segue foragido.

Autor: Bertha Muniz

Mais lidas da semana