Mídias Sociais

Destaque

PM´s salvam bebê recém-nascida que engasgou com leite materno em Rio das Ostras

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Pais da menina estavam a caminho do hospital quando encontraram uma viatura policial que estava em patrulhamento.

Policiais militares ajudaram a salvar a vida de uma bebê recém-nascida que se engasgou com leite materno em Rio das Ostras, na noite do último sábado (23). Segundo a corporação, uma bebê, com apenas quatro dias de vida, teria se engasgado ainda em casa, e após algumas tentativas, dos pais e de familiares, a pequena bebê desfaleceu.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a mãe, que tem 35 anos, e o pai de 30, decidiram levar o bebê para o Hospital Municipal, onde no caminho, em meio a aglomeração de carros, por conta da final da Copa Libertadores, e a chuva que caía no momento, encontraram uma viatura policial que estava em patrulhamento.

Ainda no caminho do hospital, dentro da viatura da polícia, o um Cabo identificado como Raibolt iniciou a manobra de Heimlich, técnica de primeiros socorros, e bem na porta do hospital a pequena Antonela respirou e soltou o choro de alívio para seus pais e para o policial que estava acompanhado pelo Sargento Monção. Ainda de acordo com a PM, a criança foi atendida e permanece internada juntamente com sua mãe em observação.

À nossa equipe, o Sargento Monção, descreveu o momento: “Foi uma sensação de tensão, medo, e ao mesmo tempo prazer em estar contribuindo com o bem maior, que é a vida! No momento em que vi aquele pai correndo com o bebê nos braços, já praticamente, sem vida, só pensei nos meus filhos, no desespero daquele homem. Foi agoniante quando estávamos a caminho do pronto socorro, tentando reanimá-la e a felicidade de quanto chegamos na porta da unidade, quando ela começou a chorar. Deixando a mim, meu parceiro e a equipe médica de plantão emocionados com a situação. O dever de cumprir e ajudar a sociedade não tem preço e não acho mais palavras para descrever o tamanho da minha satisfação”, disse.

 

Mais lidas da semana