Mídias Sociais

Destaque

Padrasto do menino Henzo confessa o crime à polícia e é transferido para presídio em Campos

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Alisson Correia Viana, de 19 anos, apontado como o autor do sequestro e assassinato do enteado, Henzo Gabriel Machado, de dois anos e oito meses, que foi encontrado morto dentro de um valão, em Macaé, confessou o crime à Polícia Civil nesta terça-feira (13).

O acusado prestou depoimento em Cabo Frio, onde foi preso também nesta terça, após ser agredido e baleado por traficantes da comunidade Buraco do Boi. Ele foi capturado pela Polícia Militar (PM), após ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e levado para a 126ª Delegacia Policial de Cabo Frio (126ª DP).

Agentes da 123ª Delegacia Policial de Macaé (123ª DP), responsável pelas investigações do caso, estiveram em Cabo Frio para colherem o depoimento do acusado. Segundo a Civil, Alisson contou que o menino escorregou de seus braços, e ao perceber que o menino estava mole, teria o jogado no rio.

A suspeita é de que Henzo tenha sido jogado no valão ainda vivo, mas o delegado Rodolfo Maravilha, da 123ª DP,  destacou que só poderá afirmar que a causa da morte tenha sido afogamento, após o laudo final da necropsia, que deverá sair até sexta-feira (16).

Ainda de acordo com o delegado, testemunhas e familiares da vítima estão sendo ouvidos para que o inquérito seja concluído. Alisson foi transferido para a delegacia de Macaé e de lá, seguiu para o presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes.

Mãe de Henzo está grávida do autor do crime

Segundo familiares, Henzo chamava o autor do crime de pai.

Sabrina Machado, de 24 anos, mãe de Henzo, está grávida de seis meses do autor do crime. Ela possui outros dois filhos, de quatro e sete anos. Segundo familiares, o menor morto chamava o autor do crime de pai, devido à convivência, já que Sabrina e Alisson moravam juntos com as três crianças em uma casa, no bairro Aroeira.

Mais lidas da semana