Mídias Sociais

Destaque

Acusado de matar motorista do Blablacar em Cabo Frio é preso pela Polícia Civil

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Marcelo de Oliveira Brochado, de 51 anos, foi morto com um tiro na cabeça. Ele era de Niterói e estava de passagem em Cabo Frio.  
A Polícia Civil prendeu, no fim da tarde desta terça-feira (13), um dos acusados de roubar e matar com um tiro na cabeça o motorista do aplicativo Bla Bla Car, Marcelo de Oliveira Brochado, de 51 anos, em Cabo Frio, na Região dos Lagos.

Christofhy Michael Ferreira Buarque, foi encontrado e capturado, por policiais da 126a Delegacia Policial de Cabo Frio (126a DP), no estacionamento de um mercado no bairro Monte Alegre, por meio de diligência velada e carros descaracterizados.

O crime ocorreu em setembro de 2018, quando o motorista, que era morador de Niterói, estava de passagem em Cabo Frio e utilizou o aplicativo para pegar passageiros para dividir a despesa para o retorno para sua cidade. Ele deu carona a um casal que embarcou na Rodoviária de Cabo Frio e também agendou buscar mais dois rapazes (os criminosos) no bairro Monte Alegre.

Segundo a polícia, os criminosos embarcaram e o motorista decidiu abastecer o veículo em um posto de combustíveis no bairro Porto do Carro, em Cabo Frio. Após o abastecimento, os criminosos anunciaram o assalto e exigiram que ele entrasse no veículo e que retornasse em direção ao bairro Monte Alegre.

Christofhy Michael Ferreira Buarque, foi encontrado e capturado no estacionamento de um mercado no bairro Monte Alegre.

Christofhy Michael Ferreira Buarque, foi encontrado e capturado no estacionamento de um mercado no bairro Monte Alegre.

O casal de passageiros teve seus bens roubados e foram libertados, em frente ao prédio da emissora InterTV,  solicitando auxílio aos vigilantes do prédio, pois estavam preocupados com o motorista que foi mantido refém dos criminosos.

O corpo e o veículo de Marcelo foram encontrados em um matagal na Estrada Nelore, dentro do bairro Monte Alegre.

As investigações correram por quase um ano com oitivas de testemunhas e interceptações telefônicas, sendo identificados os autores como Lucas Ribeiro da Silva e Christofhy Michael Ferreira Buarque.

Lucas já havia sido preso no ano de 2018 com prisão preventiva por 30 dias, e na tarde desta terça, foi cumprida a prisão preventiva (sem prazo determinado) dele e de Christofhy.

Ambos foram denunciados pela Promotoria de Investigação Penal do Ministério Público pelo crime de Latrocínio.

Mais um perigoso criminoso segregado da sociedade, visando o contínuo combate à bandidagem e o aumento da nossa segurança em Cabo Frio", pontuou o delegado Sérgio Caldas.

Por meio de nota, a BlaBlaCar e sua comunidade afirmaram que repudiam qualquer forma de violência e reforçam o compromisso com a geração de um ambiente confiável para seus usuários. A empresa, disse que colaborou com as autoridades durante todo o processo para identificar os culpados, e trabalha continuamente para evitar o mau uso da plataforma, oferecendo funcionalidades como verificação de foto, email, telefone e avaliações, o que permite que motoristas e passageiros escolham com quem vão viajar.

"A empresa lembra que esse é o primeiro caso do tipo desde o início de sua operação no país.  Presente em mais de 22 países, com 80 milhões de membros no mundo - sendo mais de 5 milhões no Brasil -, a BlaBlaCar reforça que é uma comunidade para compartilhar caronas entre cidades e não um serviço de transporte", disse o documento.

Mais lidas da semana