Mídias Sociais

Destaque

Operação Oxicorte: Polícia Civil prende quadrilha especializadas em roubo de carros na Região dos Lagos

Publicado

em

 

A Polícia Civil deflagrou, nesta sexta-feira (27), a Operação Oxicorte, contra uma organização criminosa acusada de assaltar, furtar e receptar veículos. No total, 20 envolvidos foram presos, inclusive na Região dos Lagos. Conforme a polícia, a movimentação da quadrilha chegava a cerca de R$ 500 mil por mês. Os alvos foram capturados emm casas de luxo, sendo duas em Araruama. Dois elementos estão foragidos.

 

A ação é coordenada pelo Departamento-Geral de Polícia Especializada, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), e conta com a participação de 120 agentes. Conforme o diretor da especializada, delegado Márcio Braga, a quadrilha realizava todo o processo criminoso: roubava ou furtava os veículos, realizava os cortes para retirada ou venda das peças, além de adulterar características e clonar para venda.

 

“A investigação começou há dois anos e é um desdobramento de uma ação que aconteceu em 2020, quando outras pessoas foram presas. Eram 40 mandados de busca e apreensão, e a organização criminosa focava em veículos antigos, de 90 e 2000, com 20 anos de uso”, explica Braga. Ainda segundo o delegado, o número de roubos de veículos do tipo aumentou.

 

“Roubavam e furtavam na Zona Oeste. Levavam eles pra Região dos Lagos e a partir daí faziam abastecimento dos desmanches. Hoje praticamente desmantelamos todo mundo. Telefones, peças, chaves, tudo apreendido”, conclui. A polícia descobriu, por meio de conversas telefônicas interceptadas com autorização judicial, que o bando também aceitava carros roubados de terceiros – chamados de “meninos”.

 

Os veículos eram minuciosamnete vasculhados na procura de possíveis rastreadores, conforme os investigadores.

“Representamos pela prisão de receptadores e roubadores. Não era receptação simples. Eles encomendavam marca e modelo do veículo antes do crime. Quando o roubador saía, ele sabia o carro que tinha que roubar. Tudo isso foi corroborado hoje”, disse o delegado-assistente, Jefferson Nascimento.

Mais lidas da semana