Mídias Sociais

Polícia

Operação conjunta da Polícia Militar prende 17 pessoas envolvidas em diversos crimes na região

Avatar

Publicado

em

 

Agentes do Ministério Público do Estado do Rio, juntamente com a Polícia Civil e a Polícia Militar, em ação no município de São Francisco de Itabapoana contra grupo do tráfico que atuava também em Campos e Rio das Ostras

Uma operação que reuniu o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), a Polícia Civil e Polícia Militar (PM) desbaratou braço do tráfico de drogas que atuava em São Francisco de Itabapoana, Campos dos Goytacazes e Rio das Ostras.

Na ação, realizada na última semana, foram cumpridos 14 mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão contra suspeitos de participação no tráfico de drogas e outros crimes correlatos como homicídio, latrocínio e roubo nestes municípios.

A operação contou com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do MP-RJ, e prendeu em flagrante mais 3 pessoas por tráfico de drogas, receptação e posse de arma de uso restrito.
De acordo com o MP-RJ, a ação foi o resultado de uma investigação que durou mais de 3 meses e contou com monitoramento de ligações telefônicas dos suspeitos, autorizado pela Justiça em que a polícia conseguiu impedir, em março deste ano, um roubo a uma casa lotérica no município de São Francisco de Itabapoana.

O roubo teria sido planejado pelos criminosos, mas a ação dos agentes de segurança pública interceptou os bandidos e dois deles acabaram presos em flagrante. Um dos detidos foi Ernande de Azevedo Monteiro, conhecido como Leco Leco, que segundo as investigações, seria também autor do homicídio de Gecildo Monteiro Dias.
Durante a operação, batizada de Operação Divisa, foram apreendidos 319,5 kg de cocaína, 3,5 kg de maconha, cerca de mil reais em dinheiro, além de material para endolação, diversos telefones celulares, um pistola 9mm e 7 pássaros silvestres.
O MP-RJ revelou ainda que os suspeitos Cidinei Guilherme dos Santos, conhecido como “Puri”; Marcus Vinícius Costa da Silva, o “Vinicinho”; e Jodilson Azevedo de Oliveira, apelidado de “Rafael”, não foram encontrados pelos agentes da operação e estão foragidos da Justiça.

Mais lidas da semana