Mídias Sociais

Destaque

Motorista de aplicativo é morto após reagir a assalto em Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

Um motorista de aplicativo, identificado como Anderson Cruz Elias, de 41 anos, foi morto com um tiro na cabeça, volta das 21h desta terça-feira (18), após reagir a um assalto no bairro Parque Valentina Miranda, em Macaé. Segundo a polícia, Anderson dirigia quando teve o veículo, um Toyota Corolla prata, fechado por criminosos.

Ele não resistiu aos ferimentos e morreu dentro do próprio carro. Os bandidos fugiram. O caso foi encaminhado para a 123ª Delegacia Policial de Macaé (123ª DP). A princípio, a linha de investigação é de latrocínio (roubo seguido de morte).

Imagens das câmeras de monitoramento de locais próximos ao crime serão solicitadas pela polícia, a fim de identificar os autores da ação criminosa. O corpo do motorista foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) do município.  O velório de Anderson, que deixa dois filhos, ocorreu nesta quarta-feira (19), na Associação de Moradores do Parque Aeroporto, bairro onde morava.

Já o sepultamento aconteceu às 16h do mesmo dia, no cemitério Mirante Memorial da Igualdade, na Virgem Santa. Por meio de nota, a Uber lamentou profundamente que cidadãos que desejam apenas trabalhar ou se deslocar sejam vítimas da violência que permeia nossa sociedade.

"Ao que tudo indica pelas informações apresentadas, o caso não teria ocorrido durante viagem com o aplicativo, portanto sem relação com o aplicativo. De qualquer forma, a Uber permanece à disposição dos órgãos de segurança para colaborar com as investigações, na forma da lei", disse a empresa.

Carro de Anderson foi fechado por criminosos no Parque Valentina Miranda.

Mais lidas do mês