Mídias Sociais

Polícia

Macaé em guerra: ônibus suspensos, PM morto e comércio fechado

Publicado

em

 

Município  emitiu nota pedindo para que a população se mantenha em locais seguros e evitem deslocamentos. 

A guerra entre facções criminosas rivais já deixou cinco pessoas baleadas e um PM morto em Macaé. Os confrontos foram iniciados na manhã desta terça-feira (9), quando bandidos da comunidade Nova Holanda invadiram o Lagomar, em uma disputa por território.  Uma das vítimas era um cabo do Grupamento de Ações Táticas (GAT) da Polícia Militar, que estava na restinga do Lagomar a procura de traficantes.

O cabo do GAT, Renê foi baleado enquanto procurava por traficantes na restinga da comunidade.

O policial José Renê Araújo Barros levou dois tiros na cabeça e faleceu dentro da ambulância do Corpo de Bombeiros enquanto estava sendo socorrido. O cabo Renê era lotado no 32º BPM (Macaé), tinha 35 anos, oito anos na Corporação e deixa esposa e três filhos. Ainda não há informações sobre o sepultamento.

Por volta das 14h, a Secretaria de Educação determinou que todas as secretarias das escolas do município fossem fechadas. No Calçadão da Avenida Rui Barbosa, o comércio também fechou as portas, após um homem passar com um revólver avisando sobre o “toque de recolher”.

Os ônibus que circulam em Macaé foram recolhidos às garagens. A ordem foi dada e a informação confirmada pela SIT Transportes. A justificativa é a falta de segurança, após pelo menos cinco coletivos serem incendiados por conta do confronto. Nas ruas de Macaé os pontos de ônibus estão lotados. Não há táxis disponíveis e nem carros pelo aplicativo Uber.

Pelo menos cinco coletivos foram incendiados por conta do confronto.

Por meio de nota, a prefeitura de Macaé pediu para que os cidadãos se mantenham em locais seguros e evitem deslocamentos, pois as corporações militares estão em operação no município. A Secretaria Municipal de Ordem Pública atua em apoio à Polícia Militar.

Créditos: Divulgação/PM

Um helicóptero da PM foi utilizado para dar apoio e vasculhar a restinga do Lagomar. Créditos: Divulgação/PMERJ

Segundo o governo, os serviços municipais de atendimento à população mantém funcionamento normal. Uma reunião entre o prefeito, Dr Aluizio e as autoridades de Segurança Pública do município está prevista para ocorrer ainda hoje.

Autor: Bertha Muniz

 

Mais lidas da semana