Mídias Sociais

Polícia

Homem é morto a tiros e namorada é baleada na cabeça em Casimiro de Abreu

Avatar

Publicado

em

 

Ao menos oito tiros foram disparados contra Leandro Costa Serpa, de 36 anos. A namorada dele,  Kassen Wenderroschy, de 21 anos, está internada em estado grave.

A Polícia Civil investiga a morte de Leandro Costa Serpa, de 36 anos, na madrugada do último sábado (28), em Casimiro de Abreu, na Baixada Litorânea.  Ele foi morto a tiros na frente de sua casa, no bairro Vila Mataruna.

Além de Leandro, a namorada dele, Kassen Wenderroschy dos Santos Reid, de 21 anos, foi atingida com um tiro na cabeça e está internada. Por questões de segurança, a unidade de saúde onde a vítima encontra-se, não será divulgada.

Segundo a polícia, por volta das 4 da manhã, uma viatura foi acionada para averiguar um homicídio na Rua Rodolfo Mota. Ao chegar ao local, aos agentes encontraram Leandro caído na rua e peritos constataram sua morte. Ao menos oito tiros foram disparados contra ele.

Segundo a delegada titular da 121ª Delegacia Policial de Casimiro de Abreu, Juliana Rattes, o fato de terem sido encontrados oito projéteis de arma de fogo, não significa que todos tenham atingido Leandro. “Temos que aguardar o auto de exame cadavérico”, informou a delegada.

Kasssen foi encontrada dentro da casa do namorado, em cima da cama. Segundo o boletim de ocorrência, ela aparentava estar dormindo, mas com a chegada do Corpo de Bombeiros, foi constatado que ela havia sido alvejada na região do crânio. Ela foi socorrida imediatamente e levada para uma unidade de saúde, onde passou por cirurgia. O estado de saúde da jovem é grave.

Kassen mora em Rio das Ostras e trabalha como professora em uma escola do município. Nas redes sociais, familiares e amigos, fazem correntes pela vida da jovem. O crime chocou os moradores da região.

De acordo com polícia, pedras foram encontradas dentro do veículo que podem ter sido usadas para chamar atenção de Leandro para que ele saísse de casa. A porta da frente da casa tinha sinais de arrombamento. O carro esta sendo investigado pela Polícia Civil.  “Estamos realizando a oitiva de amigos e familiares para identificar possíveis suspeitos. Além disso, estamos procurando câmeras na localidade e iremos analisar se a quebra de sigilo de dados telefônicos pode ajudar”, ressaltou Juliana Rattes, titular da 121ª DP, a frente das investigações. Até o momento, ninguém foi preso.

Autor: Bertha Muniz

Mais lidas da semana