Mídias Sociais

Destaque

Cinco homens são presos durante operação da Civil em Casimiro de Abreu; quadrilha executou adolescente de 17 anos; assista:

Publicado

em

 

Cinco homens, identificados como Raul Rodrigues Ribeiro, Rafael Costa, Altair da Silva Bento Muller, João Batista Valadão Cândido Júnior e Matheus Felipe Araújo Gomes, foram presos durante a Operação Sicário, deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (10) em Casimiro de Abreu. A investigação teve início com a apuração do desaparecimento de um jovem de 17 anos.

A vítima teve o sumiço registrado pela família na delegacia de Rio das Ostras, no mês de abril de 2022. Segundo a polícia, o adolescente desaparecido fazia parte da quadrilha, mas desobedeceu às regras da organização criminosa, sendo executado. O corpo dele foi localizado em uma área rural da cidade.

Câmera registrou momentos antes de execução de adolescente em Rio das Ostras, segundo a polícia.

Imagens de câmeras de segurança registraram a vítima de 17 anos e os cinco acusados lado a lado momentos antes da execução. Cerca de 35 minutos depois, o chefe da quadrilha faz o trajeto de volta. Horas depois, os outros quatro também retornam em um carro. Conforme a polícia, com o desenrolar das apurações, foi constatado que o adolescente foi chamado quando estava em casa por um colega e levado por cinco elementos para local isolado, na beira de um rio, onde foi julgado e executado com golpes de madeira.

O rapaz foi morto por ter anteriormente cometido homicídio de um desafeto da mesma facção e filiado a um outro líder, "assim houve reclamação para a liderança maior da facção criminosa, que determinou a morte do jovem que atuou sem o aval da liderança", afirma o delegado titular da 121ª Delegacia de Polícia (121ª DP), Roberto Ramos.

Também foi constatada a existência de um "tribunal do tráfico" na cidade, havendo inclusive a procura de tal tribunal por comerciantes locais para resolverem litígios particulares. Os acusados foram encaminhados para a 121ª DP, onde permanecem presos à disposição da Justiça. Assista às prisões abaixo:

 

 

Mais lidas da semana