Mídias Sociais

Destaque

Após denúncias, moradores em situação de rua são levados para averiguação na Delegacia de Macaé

Bertha Muniz

Publicado

em

 

De todos os 63 conduzidos à unidade policial, apenas dois com passagem ou restrições, ficaram detidos na 123ª DP.

Sessenta e três pessoas assistidas pelo Centro Pop, órgão da prefeitura de Macaé que apoia moradores em situação de rua, foram conduzidas até a delegacia do município para a averiguação de antecedentes criminais, na manhã desta quarta-feira (29). A ação foi deflagrada pela Polícia Civil após denúncias, e ordenada por agentes da Guarda Municipal, Grupamento de Apoio Operacional (Gaop), Grupamento de Operações com Cães, e da Polícia Militar.

De todos os conduzidos à unidade policial, apenas dois com passagem ou restrições, ficaram detidos na 123ª Delegacia Policial de Macaé (123ª DP).  De acordo com o delegado titular da 123ª DP, Filipi Poeys, contra um deles havia um mandado de prisão expedido por furto qualificado. Já o outro preso na operação estava evadido do sistema penitenciário, com três mandados de prisão por roubo qualificado em seu desfavor.

Segundo a secretaria de Ordem Pública de Macaé, ao todo sete guardas municipais auxiliaram na logística do transporte dos moradores para a delegacia, em veículo cedido pela Polícia Militar. Na operação, foram encontradas facas e tesouras. À polícia, os moradores em situação de rua alegaram que utilizam os objetos para se protegerem nas ruas. Os foragidos capturados na operação ficaram presos na 123ª DP, à disposição da Justiça.

Mais lidas da semana