Mídias Sociais

Polícia

Agenciadora de viagens aplica golpe em 65 turistas do interior de SP em Cabo Frio

Publicado

em

 

Turistas são de Botucatu, Bauru, Igaraçu, Barra, Jaú e Lençóis Paulista. Todos ficaram sem hospedagem

Com informações do RC24h e Jornal da Cidade

Sessenta e cinco turistas de cidades do interior de São Paulo foram vítimas de um golpe aplicado por uma agenciadora de viagens em Cabo Frio. Os turistas vieram da região de Bauru para passar o Natal na Região dos Lagos.

Após contratarem um pacote com uma agenciadora de viagens de Igaraçu do Tietê, os turistas ficaram sem hospedagem quando chegaram a Cabo Frio.

Os turistas, que são de Barra Bonita, Bauru, Botucatu, Igaraçu do Tietê, Jaú e Lençóis Paulista foram vítimas da acusada, que até viajou com o grupo, mas deixou Cabo Frio um dia depois e sem avisar os clientes.

Pelo passeio, cada um deles pagou R$ 1.150, com direito ao transporte de ida e volta, estada em uma pousada, café da manhã, ceia de Natal e passeios em Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios.

A viagem tinha data prevista de saída no dia 20 de dezembro, mas o grupo só partiu para o destino dois dias depois, a pedido da responsável pela viagem, que alegou que seu pai havia sofrido um acidente de trânsito em Minas Gerais. Segundo informações de moradores de Bauru e Jaú, após um percurso de 15 horas de ônibus, o grupo chegou a Cabo Frio na tarde de do último sábado (23), quando descobriu que a agenciadora não havia pagado o valor da hospedagem combinado com a pousada.

Na pousada, o dono do estabelecimento informou que a agenciadora quis pagar parte dos R$ 33 mil devidos em cheque e que o restante só seria quitado nessa terça-feira (26). Um das turistas declarou que ele deixou todo mundo pernoitar na pousada de sábado para domingo, mas depois quem não tinha dinheiro para pagar a diferença, teve que voltar para casa.

O dono da pousada, que não teve o nome divulgado, relatou também que metade dos turistas decidiu abortar a viagem e retornar com o ônibus da empresa de transporte contratada pela agenciadora, que também não teria recebido todo o valor do serviço. Moradores da região registraram boletim de ocorrência contra a responsável pela viagem por estelionato.

Crédito: RC24h

 

 

 

Mais lidas da semana