Mídias Sociais

Polícia

Acusado de matar comerciante em Macaé é preso em operação conjunta entre PM e Guarda Municipal de Carapebus

Avatar

Publicado

em

 

Uadson Santos, de 19 anos, é o autor dos dois disparos que atingiram a cabeça de “Sussu” durante um assalto cometido à loja da vítima em julho deste ano.

Bertha Muniz

O acusado de assassinar o comerciante Humarquesuel Cordeiro da Silva, de 38 anos, no dia 14 de julho, em Macaé, foi preso na manhã de ontem (18) durante uma operação conjunta entre agentes da Guarda Municipal de Carapebus e da Polícia Militar. Uadson Santos, de 19 anos, conhecido como “Baianinho”, foi capturado em uma casa de praia em Quissamã. Ele estava foragido desde o dia do crime e estava com um mandado de prisão em aberto em seu nome expedido pela 2ª Vara Criminal de Macaé. A ação que resultou na prisão de Baianinho contou com o apoio de policiais militares do DPO de Carapebus.

Segundo o secretário de Segurança e Trânsito de Carapebus, Roberto Borges, o suspeito estava na Bahia e chegou na noitede terça-feira (17) à Carapebus. “Tivemos acesso a informações privilegiadas de que Wadson havia chegado da Bahia e estaria escondido no Morro do Cabrito. Aguardamos até às 6h desta quarta-feira para cumprir o mandado de prisão, mas ele desconfiou da ação e fugiu para uma casa na Praia do Visgueiro, em Quissamã”, disse o secretário.

Equipes da Guarda Municipal ficaram no encalço de Baianinho e receberam informações sobre a sua localização. “O endereço onde ele foi preso fica numa área de difícil acesso e é preciso atravessar uma longa estrada de chão para chegar. Há poucas casas no local. Um lugar perfeito para o esconderijo de um fugitivo” ressaltou Borges.

Baianinho estava sozinho em uma casa ao lado da residência de uma tia dele, que resistiu, mas acabou entregando a localização do sobrinho. Segundo a Guarda Municipal, ele não resistiu a prisão.

Ainda de acordo com o secretário de Segurança e Trânsito de Carapebus, Baianinho afirmou em depoimento, que teria atirado em Sussu, em legítima defesa, pois a vítima estaria armada. Ele foi levado para a 130ª Delegacia Policial de Quissamã, onde aguarda transferência para a Casa de Custódia Dalton Crespo de Castro, em Campos dos Goytacazes.

 

 

Relembre o caso

 

Humarquesuel Cordeiro da Silva, de 38 anos, foi morto no dia 14 de julho, durante um assalto em sua loja, no bairro Visconde de Araújo, em Macaé. Dois bandidos participaram da ação. Baianinho foi o autor dos dois disparos que atingiram a cabeça do comerciante.

Câmeras do circuito de segurança da loja flagraram toda a ação a ajudaram a polícia a identificar os criminosos. No vídeo, é possível ver a chegada dos bandidos, que se passam por clientes. Eles sacaram as armas e renderam dois clientes, que tiveram os pertences roubados. Os bandidos também pegam objetos em cima do balcão. Baianinho  parece se assustar com a reação do dono da loja e atira.

Na época, a Polícia Militar afirmou que Sussu estava armado e reagiu ao assalto. O revólver calibre 32 carregado com seis munições, que estava com ele, foi apreendido dentro da lixeira do banheiro da loja, de acordo com a PM.

Através da equipe de inteligência, com atuação da P2, policiais localizaram o suspeito pelo veículo que teria sido utilizado no crime de latrocínio.

Mais lidas da semana