Mídias Sociais

Esporte

Vasco segura o Caracas na Venezuela e garante classificação na Sul-Americana

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O Vasco conseguiu segurar a vantagem conquistada na primeira partida e com isso garantiu a classificação para a próxima fase da Copa Sul-Americana. Na última quarta, o Cruz-Maltino empatou com o Caracas por 0 a 0, resultado suficiente para avançar às oitavas de final da competição.

Após a partida, o técnico Ricardo Sá Pinto elogiou a atuação da equipe, mas também não poupou críticas a arbitragem do colombiano Jhon Alexander Ospina.

" Os jogadores fizeram um jogo muito bom, muito inteligentes. Tivemos que jogar contra más decisões de um árbitro. Condicionou o nosso time, e o nosso time teve que ter um controle emocional muito grande. Nos deu três amarelos sem necessidade alguma. Não marcou três pênaltis contra nós. Se tivesse o VAR, talvez marcasse. Provavelmente (o árbitro) teve um dia ruim", disse o português.

O treinador explicou também a escolha por um esquema tático com três zagueiros. "Foi uma decisão estratégica. Sabíamos do jogo aéreo deles e das segundas bolas. E do jogo interior que eles tinham e do número de jogadores que eles punham no ataque. Achei que era a melhor forma de parar o adversário como vimos. Era muito jogo direto, sempre em busca da segunda bola do Blanco para deixar para o Contreras, Celis ou Hernández, que são os jogadores rápidos e técnicos. Sabia que não era fácil pará-los",disse Ricardo.

O treinador ainda complementou: "Não temos jogadores muitos altos, não gostamos de jogar bola direta e no ar. Gostamos de praticar um bom jogo, um futebol positivo. Mas às vezes encontramos essas equipes que fazem disso a estratégia deles. Então acho que a estratégia serviu perfeitamente para parar o adversário", encerrou o treinador.

Foto: Rafael Ribeiro

Mais lidas da semana