Mídias Sociais

Esporte

Valentim vem buscando soluções no Botafogo com rodízio de jogadores

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Com a missão de manter o Botafogo na Série A, o técnico Alberto Valentim vem buscando dentro do elenco soluções para melhorar o rendimento da equipe. Desde que voltou ao Alvinegro, o treinador não repetiu uma única vez em sete partidas a mesma formação, seja por escolha própria ou por lesões.

Se comparado com o trabalho de seu antecessor, Eduardo Barroca, a principal diferença é que Valentim vem apostando em jogadores que tinham pouco espaço antes de sua chegada. Nomes fortes no time de Barroca como Diego Souza e Cícero perderam espaço. Diego foi barrado diante do Santos, não ficando entre os titulares também diante de Flamengo e Avaí. Contra o Cruzeiro, Cícero também perdeu a titularidade e ficou como opção no banco.

As opções de Valentim são muito mais baseadas no que ele vê durante os treinamentos. Já Barroca tinha uma linha diferente, optando por manter o mesmo time com mais frequência, buscando um maior entrosamento.
"O discurso que tenho com os jogadores, independentemente de serem jovens, é de que precisam estar preparados. Coloco para jogar quem treina bem. Todos são importantes iguais para nós'', justificou Valentim.

Se por um lado alguns medalhões perderam espaço, por outro, jovens como Igor Cássio estão ganhando mais oportunidades no time principal com Valentim. Ele já esteve em campo em seis dos sete jogos do treinador. Outros também ganharam mais chances, como Wenderson, Rickson, Lucas Campos e Rhuan. Outro ponto de destaque é que o treinador parece ter resgatado Léo Valência. O chileno foi titular em cinco dos sete jogos de Alberto a frente do Botafogo.

O próximo compromisso do Botafogo no Campeonato Brasileiro será no domingo, diante do Athlético-PR na Arena da Baixada. O Alvinegro precisa da vitória para não correr o risco de voltar à zona de rebaixamento.

Foto: Vitor Silva

Mais lidas da semana