Mídias Sociais

Esporte

Odair Hellmann analisa empate do Fluminense em amistoso contra o Botafogo

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O técnico Odair Hellmann teve uma série de problemas para escalar o Fluminense no amistoso diante do Botafogo no último sábado no Engenhão. Com muitos lesões e desfalques de última hora, o treinador considerou positivo o empate por 1 a 1. Para ele, os amistosos contra o Alvinegro serviram para ajudar bastante na preparação do time para o Brasileiro.

"Avalio que foi muito bom em todos os aspectos (os amistosos), até nos que temos que corrigir. No futebol estamos sempre buscando evolução e correção, mas o importante é ter com resultado. Tivemos resultado de vitória no primeiro jogo, empate agora. Com jogador a menos com relativamente bastante tempo de jogo, mas mesmo assim continuamos mantendo o ritmo. Foi um jogo de intensidade, velocidade, contra um adversário forte, que está se preparando bem para o Brasileiro também. Esses amistosos são jogos importantes, elevam a régua da competitividade, do enfrentamento, que é o nível de Campeonato Brasileiro", disse Odair logo após a partida.

No último fim de semana, o Fluminense não pôde contar com Yago, que ficou de fora por conta de um desgaste muscular e Ganso, que sentiu a panturrilha no aquecimento. Outro que não se sentiu bem e precisou ser substituído foi o atacante Evanilson, com dor de cabeça. Mesmo assim, o time conseguiu manter certa consistência, o suficiente para garantir o empate na atividade.

O Flu agora vira a chave para o Brasileiro. Odair Hellmann sabe que o nível da competição será bastante alto e que será preciso melhorar bastante as atuações para conseguir bons resultados.

"O Campeonato Brasileiro tem 38 rodadas, mas para nós, temos que fazer a cada jogo uma final. Temos que criar um campeonato dentro do campeonato. Já começamos contra o Grêmio. E terminado o jogo contra eles, já tem os que visualizar o que precisamos evoluir para o próximo, ver o que fizemos de bom e criar energia e força para o próximo adversário, que já é três ou quatro dias depois. Uma sequência pesada, com Copa do Brasil. Necessitamos de todos os jogadores bem. Por isso a utilização de todos esses jogadores nesses amistosos e tenho certeza que o grupo dará boa resposta", disse o treinador.

Foto: Lucas Merçon

Mais lidas da semana