Mídias Sociais

Esporte

Fluminense terá retorno de jogadores emprestados após paralisação no futebol

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

Diante da paralisação no futebol por conta do coronavírus e o clima de incerteza quanto ao futuro, vários clubes estão se desfazendo de alguns jogadores para aliviar a folha salarial. O Fluminense será um dos atingidos, já que parte dos atletas que estavam emprestados vão retornar ao clube antes do previsto.

O Fluminense conta com quatro jogadores emprestados. Robinho foi para o Água Santa-SP, Zé Ricardo foi cedido ao Boavista-RJ e Caio está no Atlético-GO. Os três estão com contratos para vencer agora em abril e devem retornar ao Tricolor. O quarto é Marlon, que foi emprestado ao Boavista, de Portugal. O vínculo com os portugueses foi até 30 de junho.

Robinho ainda não sabe qual será seu futuro. O Água Santa não disputa nenhuma divisão nacional, mas está entre os classificados para as quartas de final do Campeonato Paulista. Na temporada ele já disputou oito partidas, três delas como titular, tendo marcado dois gols. O volante Zé Ricardo acabou não se firmando no Boavista-RJ, onde disputou apenas uma partida até aqui na temporada.

Caio é outro jogador que não seguirá emprestado. A diretoria do Atlético-GO já comunicou o retorno do volante ao Fluminense. Um dos principais motivos para o encerramento do contrato é o clima de incerteza quanto ao futuro por conta do coronavírus.

Já Marlon vive a situação mais indefinida. O lateral-esquerdo está emprestado ao Boavista de Portugal desde o segundo semestre do ano passado. O atleta vinha sendo utilizado com frequência no time. Apesar da opção de compra fixada no contrato de empréstimo, os portugueses ainda não sinalizaram com uma proposta e nem mesmo deram início as conversas por uma renovação.

Foto: Mailson Santana

Mais lidas da semana