Mídias Sociais

Esporte

Fluminense confirma saída de Marcos Paulo, que assinou um pré-contrato com o Atlético de Madrid

Sérgio Barcellos

Publicado

em

 

O que a diretoria do Flumienense temia acabou por se concretizar. Nesta semana foi confirmada a saída de Marcos Paulo. O atacante irá assinar um pré-contrato com o Atlético de Madrid, da Espanha e deixará o Tricolor das Laranjeiras de graça. A expectativa é que ele se despeça do time carioca no fim de junho.

A informação de bastidor é que Marcos Paulo assinou um pré-contrato de cinco temporadas com o Atlético de Madrid. A negociação foi conduzida por Lucas Mineiro, empresário do atleta, que está em Madrid. Na viagem, ele acabou por acertar os últimos detalhes da transferência.

Marcos Paulo tinha contrato com o Fluminense até o fim de junho deste ano. O Tricolor das Laranjeiras chegou a tentar uma renovação para que o jogador não saísse de graça, mas ela foi recusada pelo atleta. Ao contrário do que possa parecer, Marcos Paulo tentou chegar a um acordo com o Atlético por uma transferência imediata, o que poderia gerar algum retorno ao Fluminense. Só que os espanhóis optaram por esperar o fim do vínculo do jogador, já que assim eles não precisariam pagar nenhum tipo de compensação ao time carioca.

Pesou para o jogador o fato do Atlético de Madrid ser um dos principais clubes do Campeonato Espanhol. O staff e o próprio jogador também acreditam que atuar em uma das principais ligas do mundo será importante para a carreira do atacante. Vindo a se destacar, Marcos Paulo pode acabar entrando na mira dos principais clubes do mundo.

Além do Atlético, clubes da França e da Rússia também sondaram o jogador. Na Itália, Parma e Inter de Milão demonstraram interesse. O Parma chegou a oferecer 1 milhão de euros (cerca de R$ 6,4 milhões) e 15% de lucro de uma venda futura ao Fluminense. Só que a essa altura, o jogador já estava inclinado a aceitar a proposta do time espanhol.

A boa notícia é que mesmo saindo de graça, o Fluminense não ficará de mãos abanando. Isso graças a um mecanismo da Fifa, chamando “compensação por treinamento”. Ele prevê que o time carioca terá direito a 500 mil euros (pouco mais de R$ 3 milhões), caso se confirme a saída do atacante ao fim do contrato, em junho. Esse valor precisará ser pago em até 30 dias pelo clube responsável pela contratação.

Foto; Lucas Merçon

Mais lidas da semana