Mídias Sociais

Esporte

Búzios foi escolhida para receber Campeonato Mundial de Stand Up Paddle em 2018

Avatar

Publicado

em

 

A Associação Internacional de Surfe (ISA, na sigla em inglês) anunciou nesta semana que Búzios foi uma das cidades escolhidas para receber dois de seus principais eventos em 2018: os Jogos Mundiais de Surfe e o Mundial de Stand Up Paddle (SUP) e Paddleboard. A outra cidade escolhida pela entidade foi Tahara, no Japão.

A escolha de Búzios foi comemorada pelo ministro do esporte Leonardo Picciani. Cabe lembrar que recentemente o brasileiro Luiz Diniz sagrou-se campeão na modalidade Sup Wave. Essa será a primeira que a competição será realizada no nosso país. “É com grande prazer que a cidade de Armação dos Búzios é anfitriã do Campeonato Mundial de SUP e Paddleboard. Estamos fortemente interessados na organização do evento e na construção de relacionamentos que possam contribuir para a entrega deste campeonato na cidade de Búzios, considerando que a área é naturalmente dedicada à prática de esportes aquáticos e é o lar de muitos atletas de alto rendimento em várias disciplinas”, afirmou.

O presidente da ISA, Fernando Aguerre, também comentou sobre a escolha de Búzios para receber o evento. “Levar o Mundial de SUP e Paddleboard para o Brasil, um dos melhores mercados mundiais de surfe, proporcionará uma ótima oportunidade para o crescimento e desenvolvimento do esporte. O ministro Leonardo Picciani garante apoio total para o crescimento do SUP. Tivemos grande sucesso, com a inclusão da modalidade em grandes eventos multiesportivos, e continuaremos a liderar o SUP com o objetivo de inclusão olímpica nos Jogos de Paris-2024”, frisou.

Aguerre ainda destacou a importância do Brasil e do Japão no processo de inclusão do surfe como esporte olímpico. “Estamos felizes em anunciar esses excelentes locais para dois de nossos principais campeonatos. O Brasil e o Japão são simbólicos na inclusão histórica do surfe nos Jogos Olímpicos, já que o voto oficial do COI para incluir o surfe no programa olímpico foi feito no Brasil, e o Japão será onde surfe fará a estreia olímpica, em Tóquio-2020”, finalizou o presidente da ISA.

Sérgio Barcellos

Foto: divulgação

 

Mais lidas da semana