Mídias Sociais

Esporte

A trajetória de um campeão: o início de Junior Marques no MMA e o sonho com o UFC

Avatar

Publicado

em

 

Vivendo o melhor momento de sua carreira, Júnior Marques tem em suas mãos a tão sonhada chance de chegar ao UFC. No próximo dia 28 de abril, ele estará em Foz do Iguaçu, no Paraná, para lutar pelo Fight2Night, considerado um dos maiores e principais eventos de MMA do Brasil. Para se ter uma ideia, o evento irá reunir os 8 melhores atletas até 77,1kg do país e será realizado no estilo GP, com lutas eliminatórias. Se vencer, Júnior Marques estará na maior organização de MMA do mundo.

Para chegar onde está hoje, Júnior Marques precisou trilhar um longo e árduo caminho. “Tudo começou em 2014, quando o conheci”, conta Marcelo Dutra, treinador do atleta. “Ele ainda era um garoto que ninguém acreditava, nem ele mesmo para falar a verdade. O Júnior já havia feito algumas lutas amadoras, mas não pensava em se tornar um lutador profissional. Fomos para Niterói fazer sua primeira luta profissional, onde ele sagrou-se campeão com um nocaute brutal no primeiro round. A partir daí passei a me dedicar a treina-lo na arte do Muay Thai”, complementou Marcelo.

Em janeiro de 2015 Junior Marques passou por mais um grande desafio. Lutando em casa, o atleta de Barra de São João não sentiu a pressão e mesmo diante de um adversário mais experiente, não se intimidou. Mais um nocaute avassalador na carreira. Mais uma vitória. Mais uma no primeiro round.

As vitórias viraram rotina na carreira de Júnior. Se ele está no octógono é quase uma certeza, seu adversário irá cair. Afinal, foram 14 vitórias em 14 lutas. Destas, 13 foram por nocaute. Os números impressionam e a carreira deslanchou. Marcelo Dutra cuida da parte em pé do atleta com o Muay Thai, enquanto que Wagner Bittencourt, faixa preta graduado na Nova União de André Pederneiras, é o responsável pelo jogo de chão.

As coisas foram acontecendo. Através do mestre Gilliard ParanáJúnior assinou com Top Fight, considerada uma das maiores agências do Brasil. Isso abriu portas para um contrato com uma agência americana, a On The Road Management. Graças a esses contratos, a carreira decolou de vez. Dia 24 de fevereiro deste ano, Júnior saiu do estado pela primeira vez e graças a Top Fight, lutou em Curitiba, no Paraná, onde sagrou-se campeão. A vitória abriu a possibilidade de lutar no Fight2Night e a consequente chance de chegar ao UFC.

“A minha família sempre teve papel importante no processo da minha transformação. Meu pai Ednaldo Marques (conhecido como Pará), minha mãe, Monica dos Santos e minha namorada, Rafaela Medeiros, sempre me deram total apoio e foram os pilares para que eu chegasse onde estou hoje, sempre com muita humildade e respeitando os adversários”, contou Júnior Marques.

Hoje, Marcelo Dutra cuida da carreira de Júnior Marques junto com seu sócio, Fabrício Heringer. Juntos, os dois são responsáveis por casar as lutas, atrair patrocinadores, dentre outras coisas. “Acreditamos no potencial do Júnior e sabemos que ele tem chances claras de se tornar um campeão mundial dentro de sua categoria muito em breve. Que Deus nos abençoe e que assim possamos crescer e fazer valer a pena todo o esforço, suor e sacrifício”, encerrou Fabrício Heringer.

Sérgio Barcellos

Foto: divulgação 

Mais lidas da semana