Mídias Sociais

Educação

Docente do INSG/Castelo na Conferência Europeia de Geocientistas

Publicado

em

 

A conferência, promovida pela Associação Europeia de Geocientistas e Engenheiros (EAGE), é considerada um dos maiores eventos de geociências do mundo, com parceria com outras instituições da área, como a Sociedade Brasileira de Geofísica.

Da redação

Durante os dias 11 e 14 de junho, o professor doutor, Irineu de Azevedo Lima Neto, da Educação Técnica do Instituto Nossa Senhora da Glória – INSG/Castelo – e da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora – FSMA -  participará do “80th EAGE Conference & Exhibition 2018” (80º Conferência e Exibição da Associação Europeia de Geocientiesta e Engenheiros), na cidade de Copenhague - Dinamarca.

A conferência, promovida pela Associação Europeia de Geocientistas e Engenheiros (EAGE), é considerada um dos maiores eventos de geociências do mundo, com parceria com outras instituições da área, como a Sociedade Brasileira de Geofísica.

A participação do professor Irineu foi possível frente a inscrição de quatro trabalhos, nos quais o professor é coautor, por meio do grupo de pesquisa do LENEP/UENF (Laboratório de Engenharia e Exploração de Petróleo da UENF). “Neste grupo, tenho atuado como bolsista recém-doutor, contribuindo com pesquisas e orientações promovidas pelos professores Roseane Misságia, Marco Ceia e Abel Carrasquilla. Nossa área de atuação tem sido a Petrofísica, correlacionada à Geofísica de Petróleo”, explica.

O professor apresentará o trabalho intitulado “Caracterização do sistema de poros de afloramentos de carbonatos de Omã utilizando imagens de tomografia de raios X e permeabilidade”. “A expectativa de participar deste importante evento vem da oportunidade de apresentar e divulgar os resultados da pesquisa realizada em grupo, interagindo com outros pesquisadores de áreas correlatas, muitos de vasta experiência e renomados por publicações importantes, promovendo discussões que serão úteis ao futuro de nossas ações de pesquisa e condução de trabalhos de orientação de alunos”, salientou, completando que “enquanto professor da FSMA e do INSG/Castelo, há expectativa especial em propor novos projetos de iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso que possuam potencializar a inserção dos alunos na geociências”, finalizou.

 

Crédito: Moira Paula


 

Mais lidas do mês