Mídias Sociais

Educação

Alunos se preparam estudando em tempo integral para maratona de provas em novembro

Publicado

em

 

Em Macaé,  professores aplicam simulados, provas e plantão para esclarecimento de dúvidas a 23 alunos

Daniela Bairros

As provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio ) neste ano serão em dois domingos consecutivos, dias 5 e 12 de novembro. Com 180 questões, a prova é considerada para muitos estudantes o ponto de partida para ingressar numa universidade. Nos mesmos moldes de um vestibular, o Enem exige muito estudo, foco e disciplina. Para muitos, há necessidade de abdicar de finais de semana com amigos, passeios com a família e mergulhar de cabeça nos estudos.

A maratona de provas do Enem será no final de ano, mas muitos estudantes já se preparam para obterem boas notas e, sendo assim, conseguirem ingressar numa universidade.

Em Macaé, o Colégio Atlântico está preparando 23 alunos para o Enem e diariamente estudam em período integral, sem contar os plantões disponíveis para esclarecimento de dúvidas e revisão de uma determinada matéria.

Segundo Henrique Pontes, professor de Geografia, os alunos estudam de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 12h50, e das 14h às 17h40, além dos sábados, com os intensivos. “Às sextas-feiras, aplicamos simulados e provas. São 12 horas de estudos diários”, explicou.

Para Rodrigo Agum, professor de Química, uma opção que pode ajudar o aluno durante os estudos, são as resoluções de questões de provas anteriores, não só do Enem, mas também de vestibulares. “Às manhãs, os alunos focam os estudos nos conteúdos trabalhados e às tardes, nas resoluções de questões. Acredito que é uma forma de ajuda-los a continuarem empenhados nos estudos e, o mais importante, conseguirem estudar as matérias estipuladas para o dia”.

Considerada “temida” pelos alunos, a redação exige uma preparação maior. No colégio, a preparação é de quatro tempos por semana. Os professores também esclarecem dúvidas aos alunos sobre possíveis temas da redação do Enem 2017 e explicam técnicas de como desenvolver o tema na hora da prova. Em sala de aula, são 10 tempos por dia.

O professor de Biologia, Nicholas Passos, ressaltou que o comportamento dos alunos, durante os estudos até a realização da prova, também é preparado em sala de aula. “Os alunos têm aulas de meditação, respiração, e concentração. São fatores primordiais para que estudem de forma adequada, com atenção e consigam assimilar as questões, as matérias. Dor bem também ajuda, assim como uma alimentação saudável. O emocional deles também ter que ser levado em conta, porque sabemos que a carga horária dos estudos é cansativa, mas precisam também ter um momento para relaxar”.

 

Foco para medicina

Estudante do 3º ano do ensino médio, Felipe Jorge, de 17 anos, estuda em tempo integral no colégio e em casa se prepara por meio de vídeo aula. Se preparando para o vestibular para medicina, o estudante afirma que também vai fazer o Enem e estuda muito. “Tem que ter foco, estudar muito no colégio e em casa. Aqui no colégio estudo das 7h10 às 17h40. Em casa, geralmente estudo meia hora, vendo provas anteriores e vídeos aula”, afirmou. Sobre o Enem, o estudante acredita que irá bem nas provas. “As chances são muitas, porque estou estudando muito. Pensar positivo ajuda sim, mas a carga horária de estudos é extensa e a preparação está sendo boa. Então, acho que consigo sim”, enfatizou.

Se preparando para o Enem 2017 para ingressar numa universidade e estudar engenharia, o estudante Rodrigo Couto, de 16 anos, também está focado nos estudos no colégio e em casa. “Fico aqui no colégio o dia inteiro, estudo bastante. Em casa, também. Aos sábados, estudo, mas também descanso. Estou me preparando também com aulas particulares e, portanto, acredito também que tenho chances de atingir boa nota, de se sair bem”.

Crédito: Reprodução

 

 

Mais lidas da semana