Mídias Sociais

Destaque

Witzel determina redução de gastos e revisão de contratos feitos pelo governo do estado

Publicado

em

 

Governador lembrou da necessidade de eliminar custos já que a dívida do estado é de R$ 8 bilhões

 

 

 

Durante reunião com todo o novo secretariado, o governador Wilson Witzel lembrou que, diante do déficit de R$ 8 bilhões do estado em 2019, o governador orientou os secretários a revisarem contratos e reduzir gastos, evitando prejudicar os serviços prestados à população. Os secretários ouviram os principais pontos de estrangulamento do Orçamento e, especialmente, que será realizado um contingenciamento. Cada secretário sai daqui hoje com a tarefa de reduzir custos e melhorar o desempenho e funcionamento de cada Secretaria. Orientamos todos a fazer as negociações de contratos e assim poderemos, sem prejudicar os serviços públicos, vencer esse déficit que estamos herdando, além dos restos a pagar que somam mais de R$ 17 bilhões – disse o governador em entrevista à imprensa após a reunião ocorrida no sábado.

Entre as medidas a serem adotadas para contenção de gastos e melhoria de arrecadação estão a análise das informações digitais dos contribuintes, documentos fiscais, escrituração digital desses contribuintes e detecções de divergências. São medidas de curto prazo que darão resultado a partir dos próximos meses. “Em paralelo, vamos trabalhar com a revogação dos incentivos fiscais em empresas que têm os benefícios, que gozam do direito do benefício fiscal, mas não dão a devida contrapartida para o Estado e estes incentivos serão devidamente revogados” esclareceu Rodrigues de Carvalho, secretário de Estado de Fazenda.

O governador definiu como caótica, a situação financeira do estado. ”A economia do estado vem respondendo de forma positiva e temos a grande perspectiva de superar essas dificuldades até o fim do ano. Mas, para isso, vamos ter que manter as restrições da recuperação fiscal” disse Witzel. Quando ao pagamento dos salários dos servidores ativos, inativos e pensionistas continuará sendo realizado regularmente, de acordo com o calendário do estado. “O salário do servidor nós teremos condições de pagar plenamente com a arrecadação do Tesouro e com Royalties de petróleo. Temos condições de melhorar o desempenho da arrecadação combatendo a sonegação fiscal, fazendo operações de securitização, com as outorgas que virão em relação às estradas que iremos licitar a concessão de ônibus, com as melhorias de desempenho da arrecadação, que vai permitir honrar os contratos e investimentos.

Tânia Garabini


 

Mais lidas do mês